Notícias

Fala, professor

Treinador comentou sobre fim do jejum, time, torcida e jogos finais

02 dez 2019 | 13H45

O sentimento de alívio era geral. Jogadores, comissão técnica e torcida. O Bahia, enfim, voltou a vencer no Campeonato Brasileiro depois de nove rodadas.

Na entrevista coletiva, após o triunfo por 2 a 1 sobre o CSA, em Maceió, o treinador Roger Machado admitiu ter vivido a pior sequência sem vencer partidas desde que se tornou técnico de um time profissional.

“Foi a maior sequência da minha carreira como treinador, e o que eu me orgulho deste momento é de ter sempre serenidade. Tentar avaliar sempre nos momentos mais difíceis, ter equilíbrio, poder passar confiança para o jogador, analisar de forma centrada, sem perder razão. Momento em que, por vezes, é muito fácil você transferir responsabilidade para os demais, sem entender qual a sua responsabilidade no processo”.

Um das respostas do comandante foi o sobre o retorno de Ronaldo ao time titular, e consequentemente a presença de três volantes desde o apito inicial.

“Uma das avaliações que a gente buscou neste momento foi que nós construímos um time em cima da caraterística forte, principalmente em casa e contra adversários que estavam nos dando a bola, estávamos com dificuldade para criar. Aí tentamos promover uma alteração sensível, na característica dos jogadores de meio. Muitas vezes, foram respondidas. Uma delas, não. Ideia de retornar novamente àquela formação que nos deu sustentação e nos permitiu chegar até esse momento”.

Ouça a entrevista completa: