Notícias

Tricolor fecha o cerco contra a pirataria

Apreensão inédita de camisas na Fonte Nova foi primeiro passo contra a falsificação. Saiba mais sobre os produtos licenciados do Bahia.

04 abr 2006 | 17H29

Darino Sena

O Bahia entrou para valer em campo na briga contra a pirataria de seus produtos oficias. No último domingo, na Fonte Nova, a polícia deteve dois vendendores ambulantes que estavam comercializando camisas falsificadas da campanha Nasceu para Vencer.

Eles foram levados à delegacia de repressão ao estelionato e outras fraudes, na Baixa do Fiscal, em Salvador. Apresentaram nota fiscal da mercadoria, prestaram esclarecimentos e foram liberados. O delegado João Uzam abriu inquérito e vai apurar o caso.

“Não queremos prender ninguém e sim chegar aos fabricantes, que são os grandes fomentadores dessa prática ilegal que lesa de sobremaneira os clubes de futebol, no caso, o Bahia. O que deixamos de arrecadar por conta dessa prática gera um prejuízo incalculável”, disse o diretor de marketing do Tricolor, Marco Costa, que compareceu à delegacia para prestar queixa contra o comércio ilegal como representante do clube, a vítima no caso. Foi acompanhado do vice de esportes olímpicos, Paulo Vieira Lima.

A repressão policial no último domingo foi um ato inédito no futebol nordestino na luta pelo aumento do cerco contra a falsificação. “Esperamos que os clubes se unam, racionalizem as ações nesse sentido e que nossa atitude sirva de exemplo”, completou Marco Costa.

Pirataria é crime

O Esporte Clube Bahia S/A é o legítimo e único titular da propriedade e do uso exclusivo da marca “Bahia”, assim compreendidos sua denominação, seu emblema, combinação de cores, mascote e demais sinais distintivos do clube, conforme registro no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI).

Fabricar, comercializar e ou veicular anúncios indevidamente, em estabelecimento comercial, sites ou produtos com a marca do Bahia, sem autorização ou licença de uso para tais fins, pode levar o infrator a prisão de três meses a um ano, além da aplicação de pesadas multas.

Torcedor é fiscal

O torcedor deve atuar como fiscal do clube. Nos produtos, tem que sempre buscar a identificação de um selo de autenticidade e procurar o departamento de marketing do Bahia quando detectar alguma anormalidade.

Nas camisas falsas do Nasceu para Vencer apreendidas no último domingo, por exemplo, o azul da estampa era diferente da original, o distintivo do clube não estava bordado, as inscrições Nasceu para vencer e Eu Contribuí estavam entre aspas, e o Brasileiro, nas costas, estava escrito sem o “i”, além da peça não conter selo de originalidade.

“Como nesse caso, muitas vezes, a falsificação é grotesca e facilmente perceptível. O torcedor que ama o clube e quer o seu crescimento tem que contribuir, adquirindo somente produtos autênticos e ajudando a tirar de circulação os falsos”, disse Marco Costa.

Comercialização legal

O fabricante que queira expor legalmente a marca Bahia em seus produtos deve procurar o departamento de marketing do Bahia, para adquirir a autorização de licenciamento. Os percentuais do clube variam de 5% a 12% na participação das vendas.

Atualmente, o Tricolor dispõe de aproximadamente 220 produtos oficiais e devidamente licenciados, a venda em todo o país e até no exterior. Duas agências estão autorizadas pelo Bahia a negociar contratos de licenciamento – Pro e Redibra. Tais acordos também podem ser fechados diretamente com o departamento de marketing do clube.

Confira, abaixo, a relação dos produtos e as respectivas agências:

EMPRESA: Diadora
PRODUTO: Material esportivo
AGENCIA: Bahia

EMPRESA: Izzo instrumentos musicais
PRODUTO: tamborim e pandeiros
AGENCIA: Pro

EMPRESA: Tilibra produtos de papelaria
PRODUTO: cadernos e outros
AGENCIA: Bahia

EMPRESA: Dias sports ind e comercio
PRODUTO: Têxtil infantil
AGENCIA: Bahia

EMPRESA: Ioni fest artigos para festas
PRODUTO: Produtos de festas
AGENCIA: Pro

EMPRESA: ABC industria e comercio de brinquedos
PRODUTO: Brinquedos infantis
AGENCIA: Pro

EMPRESA: Comercial zonna livre
PRODUTO: Garrafas plásticas
AGENCIA: Pro

EMPRESA: Plastbrinq industria e comercio ltda
PRODUTO: brinquedos infantis
AGENCIA: Pro

EMPRESA: Chenson comercio exterior ltda
PRODUTO: mochilas e bolsas
AGENCIA: Pro

EMPRESA: Universal kids
PRODUTO: petshop
AGENCIA: Redibra

EMPRESA: Tato industria e comercio ltda
PRODUTO: mascote em vinil e ima de geladeira
AGENCIA: Redibra

EMPRESA: Planac solução em informática ltda
PRODUTO: computador
AGENCIA: Bahia

EMPRESA: Metalúrgica mor
PRODUTO: cadeiras de praia
AGENCIA: Famma

EMPRESA: Buettner industria e comercio
PRODUTO: toalhas felpudas
AGENCIA: Redibra

EMPRESA: Hansa industria e comercio ltda
PRODUTO: Canetas e brindes diversos
AGENCIA: Pro

EMPRESA: Empalux
PRODUTO: lâmpadas
AGENCIA: Pro

EMPRESA: Nathalia Beauty
PRODUTO: cosméticos
AGENCIA: Bahia

EMPRESA: Dalmo perfumaria
PRODUTO: Perfumes
AGENCIA: Bahia

EMPRESA: Industria e Comercio Harmonia
PRODUTO: Pulseiras plásticas
AGENCIA: pro

EMPRESA: Vinibol
PRODUTO: Bolas
AGENCIA: Bahia

EMPRESA: Pannini
PRODUTO: Álbuns e figurinhas
AGENCIA: Bahia

EMPRESA: Gulliver
PRODUTO: Brinquedos
AGENCIA: Bahia

EMPRESA: Dentak
PRODUTO: Escovas
AGENCIA: Bahia