Notícias

Tricolor combate cambistas

Bahia pede reforço policial para evitar ação de cambistas neste domingo.

13 mar 2004 | 11H20

O Bahia solicitou reforço de policiamento nas imediações do estádio Fonte Nova neste domingo, quando o clube enfrenta o Camaçariense pelas quartas-de-final do Baianão 2004. O intuito é coibir a ação dos cambistas. O pedido foi feito pelo superintendente do Tricolor, Miguel Kertzman, aos comandantes das Polícias Civil e Militar, por intermédio do presidente da Federação Baiana de Futebol, Ednaldo Rodrigues.

O grande problema com relação aos cambistas neste Campeonato Baiano é que eles estão esgotando os ingressos destinados à troca por cupons fiscais, os chamados vale-show. A promoção, elaborada e patrocinada pelo Governo do Estado, consiste na troca de 10 notas ou cupons fiscais por um ingresso.

Cerca de 11 mil ingressos por jogo do Bahia em casa foram disponibilizados na primeira fase do Estadual. Na segunda fase, a cota caiu para cerca de sete mil. Nesta sexta, a carga foi colocada para troca e se esgotou rapidamente nas bilheterias da Fonte Nova. Logo depois, a polícia prendeu, nas proximidades do estádio, três cambistas que estavam vendendo os ingressos trocados por notas.

“Isso desvirtua o objetivo da promoção, que é desonerar o torcedor de qualquer custo para a obtenção do ingresso. Temos recebido inúmeras reclamações e é por isso que vamos agir para tentar acabar com a prática”, disse Kertzman.

Os comandos das Polícias Civil e Militar já confirmaram o número extra de policiais na partida.