Notícias

Suspensão do mando de campo do Bahia será julgada em nova data

28 fev 2008 | 20H30

Por volta das 17h:00 desta quinta-feira, no STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), no Rio de Janeiro, iniciou-se o julgamento do recurso interposto pelo Bahia sobre a decisão da suspensão de sete mandos de campo do clube e a aplicação de multa financeira de R$80 mil reais, pelos incidentes ocorridos na Fonte Nova, no dia 25 de novembro de 2007.

O Presidente Petrônio Barradas foi até o Rio de Janeiro e com o apoio incondicional do Presidente da Federação Bahiana de Futebol, Sr. Ednaldo Rodrigues, assistiu a todo julgamento.

O Dr.Ciro, do escritório da Dra. Tamara Medina, também acompanhou o presidente tricolor, oferecendo apoio jurídico, mas quem representou o clube no tribunal, foi o Dr. Robson Ferreira, do escritório de Dr. Donicci, que fica na capital carioca.

Após o advogado do Bahia realizar a defesa do clube, assim como a Dra. Vera Otero o fez, para com seus representados da Sudesb( Marcus Cavalcanti e Nilo Júnior), o Presidente do STJD agradeceu e registrou as presenças de Ednaldo Rodrigues e de Petrônio Barradas. A pedido do presidente da FBF e abriu-se uma concessão, para que o mesmo fizesse algumas ponderações sobre o caso, o que foi prontamente atendido pelo Sr. Rubens Approbato.

Ednaldo Rodrigues fez uma exposição técnica de cinco minutos sobre todo o processo de emissão de laudos para a liberação de uma praça esportiva e como foi bastante esclarecedora sua explanação, causou uma discussão entre os juristas, sobre o recurso ali sendo julgado.

Por unanimidade de votos, o tribunal decidiu voltar o processo para a 2ª comissão julgar novamente, desta vez desmembrando a pessoa física da jurídica, já que os Srs. Marcus Cavalcanti e Nilo Júnior seriam julgados hoje, por uma esfera jurídica esportiva.
Desta forma, o julgamento do recurso tricolor, contra a decisão de suspensão de sete mandos de campo e multa de R$80 mil, terá uma nova data marcada.