Notícias

Saldo positivo

Na chegada a Salvador, delegação do Bahia considerou bom o empate fora de casa com o Ceilândia.

23 fev 2006 | 19H50

Darino Sena

O técnico Charles e os jogadores do Bahia gostaram do empate em 0 a 0 na estréia na Copa do Brasil 2006, nesta quarta-feira, em Ceilândia/DF, contra o time de mesmo nome.

“Jogamos muito bem, principalmente no primeiro tempo, quando fizemos a melhor exibição sob o meu comando. O time foi perfeito taticamente. O adversário também é qualificado, com jogadores experientes, tem um bom toque de bola. Achei um resultado justo e de bom tamanho, apesar de termos criado até oportunidades para vencer”, disse Charles, que destacou a atuação de alguns jogadores.

“O Baiano foi muito bem. Danilo fez um bom primeiro tempo e o Marcão foi decisivo ao pegar um pênalti”, elogiou.

Danilo, que perdeu uma penalidade, falou do lance. “Peguei mal na bola. Coloquei força demais e ela acabou sububindo. Foi um erro meu. Na hora, fiquei chateado porque há muito tempo eu não perdia um pênalti. Mas isso é normal no futebol. Depois assimilei bem, principalmente por causa do apoio dos meus companheiros”, disse o garoto.

“O Ceilândia é um bom time, vai dar trabalho no jogo de volta, mas confio plenamente no nosso grupo e acho que temos tudo para conseguir a classificação jogando em casa”, opinou o capitão Careca.

A delegação do Bahia desembarcou em Salvador por volta das 15h desta quinta-feira e seguiu direto para o Fazendão. Lá, os jogadores fizeram um trabalho regenerativo e depois foram liberados. A reapresentação acontece na manhã desta sexta.