Notícias

Repúdio a indecência

Diretoria contratou o escritório AJE - Assessoria Jurídica Especializada, para processar civil e criminalmente, os responsáveis pelo site www.ecbahia.com.br

25 ago 2004 | 19H13

A diretoria do Bahia já tomou providências. Os advogados Wellington Cunha Cerqueira, da área civil, e Adriano Fonseca, da área criminal, do escritório AJE – Assessoria Jurídica Especializada, foram contratados hoje pela diretoria do Bahia, para processarem os diretores do site www.ecbahia.com.br, que através da secção Fórum, vem sistematicamente agredindo, atacando e ameaçando o presidente Marcelo Guimarães, seus familiares e outros diretores do Bahia.

De forma irresponsável e exclusivamente agressiva, Marcelo Guimarães foi atacado pela Secção Fórum, do site hoje pela manhã, com uma denúncia leviana que envolveu seu filho, e as providências já estão sendo tomadas, inclusive na esfera Federal.

Embora a agressão tenha sido através de um torcedor anônimo, que não se identificou, o Artigo 5º, Inciso IV da Constituição Federal, veda o anonimato na manifestação do pensamento, e como o site www.ecbahia.com.br, é um veículo que divulga manifestações do pensamento, tem obrigação de proteger os interessados dos efeitos nefastos do anonimato.

Ainda no artigo 5, Inciso V da Constituição do Brasil, é assegurado o direito de resposta, proporcional ao agravo, além de indenização por dano material, moral ou à imagem.