Notícias

Reação espetacular

Bahia corre atrás de resultado adverso, consegue empate após estar perdendo por 3 a 1, e mantém vantagem na decisão de juniores.

25 mar 2006 | 18H38

Darino Sena

Depois de estar perdendo por 3 a 1 em plena casa do rival, o Bahia reagiu e empatou em 3 a 3 o jogo de ida da decisão do Primeiro Turno do Campeonato Baiano de Juniores.

Foi na tarde desta sábado, no Barradão. Agora o Tricolor joga por um empate, no jogo de volta, quarta-feira, em Camaçari, como mandante, para ficar com o título e chegar mais perto do Tetracampeonato Estadual da categoria.

O jogo

O Vitória saiu na frente com gol de Wallace. Ele aproveitou rebote de uma defesa fantástica de Paulo César em cabeçada de Marcelo Boliviano.

O Bahia não se intimidou e deixou tudo igual com Danilo Rios, que finalizou bem, após receber ótima assistência de Saulo.

Aos 37 do primeiro tempo, o Vitória voltou a ter vantagem. Wellington cruzou e Boliviano subiu bonito de cabeça para fazer 2 a 1.

Na segunda etapa, o rubro-negro ampliou o placar. Boliviano recebeu lançamento de Wellington, entrou na área, tirou do goleiro e acertou a trave. Adriano pegou o rebote e balançou a rede.

Ferida com os dois gols, a meninada do Bahia resolveu acordar no jogo e reagir. E foi de imediato. Um minuto após levar o terceiro, Saulo sofreu falta. Jaílson encheu o pé na cobrança e contou com a ajuda da barreira, que desviou a bola, para diminuir.

O gol animou ainda mais o time do técnico Moacyr Júnior. O Tricolor foi para cima, encurralou o adversário e, de tanto insistir, foi recompensado. Caio foi derrubado na área por Neto. Pênalti que Rodrigo cobrou com categoria, no cantinho direito, e fez. Era o empate.

No lance, por reclamação, Jéferson, do Vitória, foi expulso. Aos 43, o zagueiro do Bahia, Thiago Leal, também levou vermelho por falta em Boliviano e é o desfalque tricolor para o jogo da volta.