Notícias

Que venha o “2º tempo”

Bahia perde muitos gols, fica no 0 a 0 na Fonte Nova e agora tem que vencer Flu em Feira para ser semifinalista.

02 mar 2006 | 23H47

Darino Sena

Nesta quinta-feira, o Bahia voltou a sentir a falta de um finalizador, uma das princiais carências do seu atual elenco. Sem ele, o time jogou bem, criou oportunidades de gol, mas não conseguiu convertê-las. O resultado foi um 0 a 0 no jogo de ida das quartas-de-final do 1º turno do Baianão, contra o Fluminense, em plena Fonte Nova.

Agora o Tricolor tem que dar uma de toureiro, e dos bons, para conseguir vaga nas semifinais. É preciso vencer o time de Feira, o touro do sertão, na “arena” do Jóia da Princesa, domingo que vem. Triunfo por qualquer placar garante o Bahia na próxima fase.

Foi a primeira partida de Charles Fabian como técnico efetivo, a quinta dele no comando. Com o ídolo, o Tricolor ainda não conheceu o sabor da derrota. O empate com o Flu foi o nono compromisso consecutivo sem derrotas em 2006.

No jogo de hoje, o Tricolor esbarrou na ansiedade dos garotos que tiveram a chance de balançar as redes e no forte sistema de marcação do Fluminense, que veio para a Fonte Nova com o deliberado intuito de empatar. E conseguiu.

Com mais volume e posse de bola, o Bahia teve quatro grandes chances reais de balançar as redes.

A primeira, com Bruno César, que recebeu cruzamento de Denílson na área, dominou com estilo e bateu colocado no canto. O goleiro Welder espalmou, espetacularmente.

Ainda na etapa inicial, nos acréscimos, Rafael Bastos, com um toque sutil, de primeira, por baixo da bola, deixou Marcel na cara do gol. Ele tirou o marcador do lance, mas escorregou na hora do arremate e mandou em cima do goleiro.

No segundo tempo, Rafael Bastos emendou um belo voleio, mas achou Welder bem colocado.

O melhor do Bahia em campo, Avine quase guardou o dele, após tabelinha rápida com Rafael. Mas o chute foi bem defendido por Welder.

O visitante só ameaçou com Nino, no segundo tempo, após boa trama no contra-ataque. O atacante recebeu livre na área, mas chutou para fora.

BAHIA X FLUMINENSE
Campeonato Baiano – Quartas de Finais do 1º turno
Data: 02/03/2006
Local: Estádio da Fonte Nova
Horário: 20h30
Arbitragem: Rosalvo da Silva Mota, auxiliado por Kleber Moradillo e Adson Márcio Lopes Leal

Bahia: Marcão; Denílson, Josemar (Rodrigão), Pereira e Avine; Guilherme, Marcone, Ancelmo (Emerson) e Rafael Bastos; Bruno César e Marcel (Deon).
Técnico: Charles Fabian.

Fluminense: Welder; Paulo César, Neto (Luciano), Diogo e Robinho; Zé Roberto, Bruno Ramos, Souza e Willy; Nino e Esquerdinha.
Técnico: Gelson Fogazzi.