Notícias

Preto bem perto da bola de prata

Líder na disputa entre os volantes, Preto deve conquistar um dos prêmios mais importantes do nosso futebol.

07 dez 2001 | 18H10

Assim como seu companheiro Emerson, o volante do Bahia, Preto, praticamente garantiu a Bola de Prata da Revista Placar – um dos prêmios mais importantes do nosso futebol, concedido aos melhores jogadores do Campeonato Brasileiro.

Os jornalistas da revista dão notas de 0 a 10 para avaliar o desempenho dos atletas em cada partida. Aquele que tiver a melhor média entre os da mesma posição ganha, ao fim da competição, a Bola de Prata. O jogador com a maior média recebe a Bola de Ouro e é aclamado o melhor do Nacional.

Em 24 partidas disputadas, Preto aculmuou uma média de 6,19, a maior entre os volantes. A larga e confortável vantagem sobre os demais concorrentes deixa Preto bem perto da conquista de sua primeira Bola de Prata na carreira.

O segundo colocado, Mineiro (6,14), da Ponte Preta, não pode mais alcançar Preto, pois seu time está fora da competição. Os demais colocados estão a dois décimos de distância do jogador tricolor. Como dois volantes ficam com o prêmio, é muito difícil que Preto não seja um deles.

O reconhecimento da maior publicação esportiva do país é fruto da espetacular performance de Preto neste Brasileirão. O jogador, peça fundamental no Bahia, principal articulador das jogadas de ataque, incansável na marcação, foi fundamental na belíssima campanha do tricolor. Como se não bastassem os desarmes e os passes precisos, Preto ainda foi o vice-artilheiro do Bahia no Nacional, com 9 gols.