Notícias

Prejudicado pela arbitragem, Bahia perde para o Grêmio

Com erros decisivos do árbitro, Tricolor foi derrotado no Olímpico.

05 ago 2012 | 19H55

Na tarde deste domingo, o Bahia enfrentou o Grêmio no Estádio Olímpico, na cidade de Porto Alegre e acabou sendo derrotado pelo time da casa por 3 x 1 , que foi beneficiado pela arbitragem do trio Cláudio Francisco Lima e Silva, Cleriston Clay Rios e Ivaney Alves de Lima, todos de Sergipe.
 
No primeiro tempo, o jogo estava equilibrado, com a defesa do Bahia atuando bem, até que aos 30 minutos, o árbitro marcou um pênalti, no mínimo, duvidoso de Titi em cima de Kléber. A bola foi lançada na área, os dois jogadores se encontraram e o atacante do Grêmio jogou-se no chão. Na cobrança, Elano marcou.

No intervalo, o técnico Caio Júnior tirou Ávine e colocou Lulinha, com o deslocamento de Hélder para a lateral, mudança que surtiu efeito.

O Esquadrão de Aço melhorou e criou chances, principalmente através de Lulinha, que puxava as jogadas pelo lado esquerdo.

A pressão deu certo e o Bahia empatou aos 18 minutos, após cobrança de falta e o desvio de cabeça de Fahel.

Aos 20 minutos, o Bahia virou o placar, marcando novamente com Fahel, mas o gol foi erradamente anulado, alegando impedimento, que não existiu.

Nos minutos finais, o Grêmio fez pressão para marcar seu segundo gol, mas a defesa se portava bem e tentava as jogadas de contra ataque.

Aos 41minutos, mais um erro decisivo da arbitragem. Uma bola na defesa do Bahia, foi chutada para a linha de fundo por um atleta do Grêmio. Seria tiro de meta, mas o árbitro marcou escanteio. Revoltado com a marcação equivocada, Mancini reclamou e recebeu o cartão amarelo. O escanteio foi cobrado, a defesa tricolor cortou novamente e foi para mais um escanteio, que finalmente gerou o gol gremista de Souza que cabeceou, desviando em Kléber, em posição duvidosa e fez 2 x 1.

Todo o time do Bahia continuou reclamando e Mancini acabou expulso.

Aos 47 minutos, Marcelo Moreno marcou o terceiro gol e fechou o placa para 3 x 1.

O Bahia fez uma boa partida, mas acabou sofrendo a derrota, com uma tremenda interferência da arbitragem.

O time do técnico Caio Júnior jogou com: Marcelo Lomba, Diones, Titi, Danny Morais e Ávine(Lulinha); Fahel, Fabinho, Hélder e Mancini; Zé Roberto(Ciro) e Júnior(Magno)

Agora,  o Bahia terá dois jogos em Pituaçu, contra Portuguesa e Cruzeiro, para engrenar uma boa sequência de resultados e melhorar na classificação.

O Tricolor ficou na 17ª colocação, com 12 pontos ganhos.

Nesta segunda-feira, o elenco tricolor retorna para Salvador e fará um treino às 15h30 no Fazendão.