Notícias

Por mais gente na Fonte

Bahia aguarda aval da CBF para ampliar capacidade da Fonte nas finais do Brasileirão.

23 set 2004 | 16H40

Darino Sena

O Bahia espera ainda esta semana uma resposta da CBF para o aumento da capacidade atual de público da Fonte Nova – cerca de 54 mil. O Tricolor quer ampliar o volume de torcedores por jogo no estádio para a fase final do Brasileirão 2004.

Em busca de levar mais gente à Fonte, o Bahia pediu autorização para renumerar os assentos da Fonte Nova com um espaço inferior a 50 cm por torcedor nas arquibancadas – mínimo exigido pela FIFA. Juntamente com outros clubes, o Tricolor solicitou que a CBF conseguisse um aval da entidade máxima do futebol para a diminuição do espaço de cada espectador.

A Fonte Nova já chegou a abrigar mais de 110 mil pessoas, na semifinal do Nacional de 1988, quando o Bahia derrotou o Fluminense por 2 a 1. Porém, uma determinação da FIFA, em 2000, aumentou para 50 cm o espaço para cada torcedor na arquibancada e fez os estádios “encolherem”.

O Otávio Mangabeira não foi o único grande estádio atingido. O Maracanã, que recebeu mais de 200 mil na final da Copa de 50, hoje pode acolher somente 66 mil torcedores sentados.

Uma das exigências do Estatuto do Torcedor, a obrigatoriedade de numeração dos assentos foi realizada em 2003 na Fonte Nova, considerando os limites estabelecidos pela FIFA. A marcação fez com que se chegasse à capacidade atual do estádio, que sofreu redução superior a 50%.

A partir da resposta da CBF, o Bahia vai se reunir com a FBF (Federação Baiana de Futebol) e a Sudesb (Superintendência de Desportos da Bahia) para definirem a nova capacidade da Fonte Nova.