Notícias

Para Chamusca, Bicampeonato é fruto de trabalho bem feito

Técnico aponta projeto multidisciplinar implantado nas Divisões de Base do Bahia como causa do título da Taça Estado.

02 dez 2002 | 14H34

Mais uma das conseqüências da reformulação das Divisões de Base do Bahia. Assim o técnico da equipe júnior do clube, Marcelo Chamusca, encarou o Bicampeonato da Taça Estado da Bahia, conquistado com uma goleada por 4 a 2, de virada, sobre o Vitória, no último domingo, na Fonte Nova.

“É mais um resultado de um trabalho sério, iniciado por Petrônio Barradas (atual diretor de futebol) em 1998 e que teve continuidade com a gestão do Bobô (atual superintendente das Divisões de Base). A partir do momento que a diretoria do Bahia acordou para a necessidade de modernização do departamento, os frutos do investimento começaram a aparecer”, disse Chamusca.

O treinador se refere ao fato do Bahia ter contratado uma equipe multidisciplinar para trabalhar nas Divisões de Base, em 2000, no início da administração de Bobô, um dos mentores do projeto de reformulação. Desde então, as promessas deixaram de receber suporte somente na área esportiva.

Os jovens atletas passaram a receber acompanhamento de psicólogos, pedagogos, nutricionistas, dentistas, e ter acesso a educação de qualidade, recebendo aulas de primeiro grau no próprio clube, através do Projeto Amigos do Bahia.

“Isso tudo foi fundamental principalmente no aspecto psicológico. A qualidade de vida dos atletas melhorou bastante. Isso os deixou com mais confiança, tranqüilidade e disposição para jogar. O reflexo do trabalho bem feito está sendo visto em campo”.

Além do Bicampeonato da Taça Estado, a categoria júnior do Bahia foi Bicampeã do Torneio Internacional de Marseille, na França (2001/02), Campeão do Nordeste (2001) e do Campeonato Baiano (2001), nos últimos dois anos.