Notícias

Oswaldo Alvarez vê evolução

Mas reclama do excesso de gols perdidos no triunfo contra o Camaçari.

25 jan 2004 | 21H30

O Bahia fez sua melhor partida sobe o comando do técnico Vadão neste domingo, quando aplicou 2 a 0 no Camaçari, no estádio Waldec Ornelas, pelo Estadual 2004. A opinião é do próprio treinador, que dirigiu a equipe pela terceira vez.

“Apresentamos um equilíbrio maior, apesar do entrosamento ainda não ser o ideal. Criamos bastante chances”, disse o treinador, que explicou o que fez o time subir de produção em relação ao jogo da última quarta, quando empatou em casa com o Atlético de Alagoinhas.

“Montei o time com o intuito de soltar os laterais. Por isso, atuamos com três zagueiros. O Glauciano, fixo, o Valdomiro anulando o Fafá e o Neto na sobra. Isso fez da equipe mais agressiva e conseguimos criar várias oportunidades de gols”, declarou Vadão, que, contudo, não gostou do aproveitamento do time nas finalizações.

“Fiquei satisfeito porque criamos várias situações de gol, o que não é fácil. Por outro lado, desperdiçamos muitas chances claras e isso não pode acontecer. De repente, pelo excesso de gols perdidos, a partida poderia ficar dramática com um gol do Camaçari. Precisamos trabalhar mais para consertar isso. Precisamos de calma na hora de balançar as redes”, completou o técnico.