Notícias

O jeito é treinar

Com jogo adiado, Tricolor trabalhou forte no Fazendão

17 abr 2014 | 17H59

Por causa da greve da Polícia Militar da Bahia, o jogo do Bahia contra o Villa Nova-MG, que estava marcado para hoje, foi adiado. Com isso, o elenco Tricolor, que estava concentrado, foi ao Fazendão e participou de um treino com bola.

O grupo desceu para o campo e iniciou as atividades com um treino físico, comandado pelos preparadores Fabiano Rosenau e Leonardo Cupertino. Neste momento, os goleiros Marcelo Lomba, Douglas Pires, Renan e Guido, trabalharam fundamentos da posição, com os treinadores Ricardo Palmeira e Maurício Aguiar.

Após o aquecimento, Marquinhos reuniu todo o grupo no centro do gramado e conversou longamente. Em seguida, o treinador e o auxiliar Marcelo Serrano aplicou um trabalho técnico de posse de bola, em campo reduzido.

No final, os jogadores ainda trabalharam intensamente as bolas paradas. Foram testadas faltas frontais, laterais e cobranças de escanteios.

O volante Fahel, com dores no pé, chegou a descer para o campo, mas sentiu e trabalhou na academia do clube, com o professor Vitor Gonçalves.

Já o atacante Maxi Biancucchi, com dores na panturrilha, e o lateral-esquerdo Guilherme Santos, fizeram tratamento no departamento médico, e depois também treinaram na academia.

O goleiro Omar, se recuperando de uma cirurgia no joelho, também tratou na fisioterapia.

Após o treino, o elenco foi liberado e volta a treinar nesta sexta-feira santa, às 09h, no Fazendão.

Galeria de Fotos