Notícias

Voando

Bahia chega à reta final sem problemas de lesão

28 out 2015 | 16H00

O Esporte Clube Bahia vai realizar contra o Botafogo o jogo de número 65 da temporada de 2015. O número de partidas oficiais disputadas é o segundo dentro do futebol brasileiro.

A sequência de jogos na temporada não resultou em um final de ano preocupante ou transformou o departamento médico em um local cheio de atletas. Pelo contrário. Faltando apenas seis rodadas para o fim da Série B, o Tricolor de Aço tem apenas um jogador em tratamento, e não é por questões musculares.

O lateral esquerdo João Paulo, contra o Criciúma, sofreu uma pancada no tornozelo e por isso não treinou nos últimos dias. Ele foi o único desfalque nos trabalhos do início desta semana. O pequeno número é tratado como um fator positivo para o preparador físico Reverson Pimentel.

“Bahia, hoje, é o segundo time que mais jogou no Brasil. Nós temos 18 partidas a mais que o América Mineiro e Santa Cruz, além de ter jogado 10 vezes mais que o Vitória, o que significa muito. Este número faz muita diferença para um trabalho no ano, mas, ainda assim, não vejo que o rendimento do Bahia caiu. Nós, nesta reta final, vencemos o Criciúma com gol e muita disposição nos minutos finais”, destacou em entrevista exclusiva ao Programa do Esquadrão.

E todo trabalho realizado durante os jogos e treinos, segundo o fisiologista Maurício Maltez, é atualizado e analisado diariamente pelos profissionais do clube que tomam conta do elenco profissional.

“Nós temos todos os jogos e treinos monitorados, o que nos permite avaliar o comportamento de todos os atletas. Um time mal fisicamente, no último jogo, não conseguiria o gol no final. Os dados estão muito bem arquivados e todo trabalho é feito baseado neles e na necessidade de cada jogador”, explicou.

Até o jogo contra o Botafogo, próximo adversário, o elenco do Bahia terá mais duas atividades com bola.

Fotos: Felipe Oliveira

Galeria de Fotos