Notícias

Nota Oficial

Esporte Clube Bahia esclarece inverdades e ataques

29 mar 2016 | 17H52

O Esporte Clube Bahia refuta veementemente a postura desrespeitosa e a divulgação de inverdades pelos radialistas José Eduardo Figueiredo Alves e Márcio Martins Barbosa, na rádio Itapoan 97.5 FM de Salvador, nos programas de domingo (27) e segunda-feira (28).

O único objetivo do Esporte Clube Bahia no “Caso Victor Ramos” é buscar a legalidade e a transparência, preservando o Campeonato Baiano. A Diretoria Executiva entende e defende que a ética, a moral e o respeito são inerentes às pessoas; e não quando há conveniências.

Caberá ao Tribunal de Justiça Desportiva da Bahia, ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva ou ao Comitê de Resolução de Litígios da Fifa, desde que provocados, esclarecer e julgar se a transferência do atleta é regular ou irregular e se o atleta atuou de maneira regular ou irregular no Estadual 2016.

Diferentemente do divulgado, a Diretoria Executiva não convocou uma coletiva para falar do “Caso Victor Ramos”. Desde o amistoso contra o Santos, em janeiro deste ano, o presidente Marcelo Sant’Ana, o vice-presidente Pedro Henriques ou o diretor de futebol Nei Pandolfo acompanham o técnico Doriva nas entrevistas pós-jogo em Salvador. O objetivo é facilitar o acesso da imprensa que age com profissionalismo e busca informações do Clube, afinal o técnico fala exclusivamente da parte de campo.

Diferentemente do divulgado, o presidente Marcelo Sant’Ana não conhece o presidente do Flamengo de Guanambi. Ambos nunca conversaram ao telefone ou pessoalmente. No máximo, estiveram juntos no Conselho Técnico do Campeonato Baiano, realizado na sede da Federação Bahiana de Futebol (FBF), em novembro de 2015, com todos os clubes inscritos no Estadual 2016.

Diferentemente do divulgado, o Clube jamais ofereceu assessoria jurídica ao mesmo Flamengo de Guanambi para auxiliar a equipe do interior neste ou em qualquer outro episódio.

O Esporte Clube Bahia defende a imprensa livre, crítica e independente, pois esta tem papel fundamental em uma sociedade mais justa e honesta, formando torcedores mais conscientes e bem esclarecidos.

Inverdades e ataques à honra serão combatidos junto ao Poder Judiciário nas esferas cíveis e criminais.