Notícias

Lotar Pituaço

Nilton convoca torcida para jogo contra o Paraná

10 out 2018 | 16H28

Titular e capitão no confronto contra o Grêmio, o volante Nilton concedeu entrevista coletiva na sala de imprensa do Fazendão. O jogador falou sobre o momento do Bahia no Campeonato Brasileiro e também sobre o confronto contra o Paraná no próximo sábado (13).

“A gente tem que estar sempre pontuando. O campeonato muito difícil. Tem que pontuar em casa, fora, seja um ou três pontos. Pelo momento na tabela, é uma situação desconfortável, nos deixa com uma luz acesa. Mas faltam rodadas, tem outras equipes em situação difícil. A gente sabe que tivemos que mudar nosso comportamento para buscar essa pontuação importante para dar tranquilidade. Contra o Paraná, tem que fazer o papel de casa. É o fundamental. Temos que estar nessa intenção de buscar, apresentar um bom futebol para se afastar dessa posição desconfortável”, disse.

O Tricolor volta a atuar no estádio de Pituaçu após dois meses. O último jogo no palco foi o triunfo contra o Cerro por 2 a 0, pela Copa Sul-Americana. Nilton falou sobre o Roberto Santos e convocou a torcida para empurrar o time.

“Já tive oportunidade de jogar contra o Bahia em Pituaçu. Sempre é muito difícil. É uma atmosfera diferente, a torcida do Bahia bota uma pressão. Hoje, tendo a oportunidade de jogar aqui, tive oportunidade de jogar duas partidas lá. Temos uma invencibilidade lá desde 2015. Presença do torcedor é essencial, fundamental. Eles cantam por nós e nós corremos por eles. Essa união é muito bacana. Nós, jogadores, estamos focados pela dificuldade que vamos encontrar. Outras equipes estudam a gente, sabe que temos um jeito mais agressivo jogando em casa, buscando sempre os gols. Por mais que o Paraná tenha tido resultados negativos, os torcedores vão querer que a gente faça gols, mas tudo tem que ser no seu momento, com cautela, até porque temos que respeitar a equipe do Paraná. Dentro de casa, temos que impor nosso ritmo para buscar a vitória, porque futebol bom a gente está apresentando”, comentou.

Ouça entrevista completa:

 

Foto – Felipe Oliveira/EC Bahia