Notícias

Ídolos do futebol mundial pedem punição exemplar para Marcelo Heleno

Participantes de um programa de TV, Carlos Alberto Parreira e Sorin ficaram indignados com as imagens da violência do jogador rubro-negro.

05 maio 2002 | 23H24

As imagens do lance que provocou a expulsão do zagueiro rubro-negro Marcelo Heleno no BA-vi deste domingo deixaram indignados o técnico campeão mundial em 1994, Carlos Alberto Parreira, e o titular da atual Seleção Argentina, Sorin, que participavam do programa Terceiro Tempo, comandado pelo jornalista Milton Neves, nas noites de domingo, pela Rede Record.

“Isso é um absurdo e me deixa estarrecido e triste. O Marcelo Heleno deveria ser suspenso por uns três ou quatro meses ou por dez a treze jogos. Só assim começaríamos a diminuir a incidência de jogadas como essas no nosso futebol”, disse Parreira.

Captadas pelas câmeras de TV, e executadas repetidamente no programa, as imagens, que deixaram os presentes chocados e revoltados, mostram Marcelo Heleno pisando no rosto de Preto, com o jogador caído no chão, após uma falta. O zagueiro também é flagrado chutando o atleta tricolor, enquanto ele se contorce de dor.

“Isso é uma falta de respeito não só com o colega, que é um profissional, mas com o ser humano. Também acho que o Marcelo deveria pegar um longo gancho pelo que fez”, declarou Sorin.

“Estou todo marcado pela estupidez do Marcelo Heleno, que parece um louco jogando bola. Por muito menos, peguei cinco jogos suspensão. Agora, vamos ver o que vão fazer com ele”, cobrou Preto, que pegou o gancho por ter sido expulso no primeiro BA-vi do ano.