Notícias

Fala, Rogério!

Técnico do Bahia analisa partida contra a Jacuipense

03 mar 2024 | 19H48

Após o triunfo contra a Jacuipense, por 2 a 0, na última rodada da primeira fase do Campeonato Baiano, o técnico Rogério Ceni conversou com os jornalistas, na Arena Fonte Nova.

O treinador falou sobre os próximos jogos do Esquadrão, que fará três partidas seguidas longe de Salvador. Na quarta-feira contra o Ceará, pela Copa do Nordeste, no final de semana contra o Jequié. pela partida de ida do Campeonato Baiano e no meio de semana seguinte, enfrenta o Caxias, no Rio Grande do Sul, em partida válida pela Copa do Brasil.

“( O Bahia) Já vem de uma maratona e seguirá. As viagens atrapalham, cai a parte física. Até o final do mês é jogo de três em três dias. E em todas as frentes temos que vencer. Tem jogo decisivo na Copa do Brasil, jogo decisivo no Campeonato Baiano, jogos importantes na Copa do Nordeste. Serão dias difíceis, mas esperamos ganhar”

O treinador falou sobre a escalação do time neste domingo, com algumas ausências. Ele destacou que diante da sequência de jogos, há um peso mental, para além da questão física.

“Everton estava com incômodo leve. Acredito que amanhã ele treine normal. Alguns ficaram fora da relação porque vinham de uma sequência pesada. Tentamos oportunizar garotos para que cada um tenha seu tempo. E vale para Campeonato Brasileiro para a gente ter uma base do que podemos fazer. Mas de três em três dias é pesado. Parte física, parte mental. Tem feito muito calor e tudo isso desgasta”.

Ainda sobre a sequência de jogos, o treinador falou as “prioridades” para a temporada.O treinador reforçou o peso da sequência de partidas na temporada. 

“Em todo lugar que eu passo eu pergunto qual é a prioridade. E no final a prioridade é vencer. Porque se não chega na final do Baiano é uma vexame, se não chega no Nordeste é vexame. Espero que a gente tenha energia para vencer. O jogo contra o Caxias pelas circunstâncias que é, é mais complicado. Tem que jogar com todo mundo sempre, ganhar sempre. É muito jogo. É difícil manter foco, concentração e energia”.

Fotos: Tiago Caldas/ EC Bahia