Notícias

Fala aí, Dado

Treinador destaca dedicação do time após virada

20 jun 2019 | 20H22

A forte chuva que atingiu Alagoinhas, horas antes do início da partida, deu um novo desenho para o duelo entre Bahia e Sport, pelo Brasileirão de Aspirantes, no qual o Tricolor de Aço saiu de campo vencer pelo placar de 2 a 1.

Esta afirmação foi feita pelo treinador Dado Cavalcanti, após o apito final. Segundo ele, diferentemente do que pediu nas recentes atuações, o time se adaptou bem ao gramado pesado e foi premiado pelo ‘espírito de luta’.

“O campo, devido a forte chuva, não estava dentro das condições que nos permitia sair jogando, trocando passes. Então, diante desse cenário, nós precisávamos ser competitivos e vencer o jogo. Valeu bastante pelo resultado, pela entrega dos atletas, que atuaram 90 minutos com muita pegada”, comentou.

A expulsão do atacante Caíque, no início da etapa final, foi criticada pelo comandante do Bahia no Brasileirão de Aspirantes. Dado acredita que Emerson Ricardo exagerou na decisão.

“Caíque, naquele momento, estava saindo de campo e, quando desceu da maca, não teve qualquer benefício. Ele seguiu andando até sair de campo. Eu me excedi, mereci ter levado aquele cartão amarelo, mas Caíque não. Não considero justo o cartão levado por ele”, completou.