Notícias

Está aberto o Memorial do Bahia

Aniversariante do dia, presidente Marcelo Guimarães inaugura exposição na Centauro do Shopping Barra.

15 ago 2003 | 18H19

Foi inaugurado, nesta sexta-feira pela manhã, o Memorial do Bahia, uma exposição itinerante que tem como objetivo mostrar ao torcedor tricolor um pouco da gloriosa história do maior clube do futebol nordestino em todos os tempos. A primeira edição da mostra itinerante vai funcionar nos próximos dois meses, na loja Centauro, no segundo piso do Shopping Barra. A realização do Memorial do Bahia só foi possível graças ao apoio da Centauro Esportes, Modulare, Prontec, Papel e Cia, Todeschini e Café América, que patrocinaram toda a infra-estrutura do evento.

A inauguração contou com a presença do presidente do Bahia e aniversariante do dia, Marcelo Guimarães, da superintendente do Projeto Amigos do Bahia, Vera Guimarães, do coordenador do projeto, o historiador e estatístico do Tricolor, Normando Reis, e de toda a diretoria do clube. Prestigiaram o evento ainda o capitão do time Campeão Brasileiro de 1988 e hoje superintendente das divisões de base do Bahia, Bobô, e o diretor de futebol do clube à época da conquista da primeira Taça Brasil, Benedito Borges de Melo. O ex-dirigente chegou às lágrimas quando foi lembrado por Marcelo Guimarães em seu discurso – “Benedito Melo é um baluarte da história do nosso querido Esquadrão de Aço”.

“Essa primeira edição do Memorial significa o início do resgate da memória de um clube glorioso, mas que corria o risco de perder elementos marcantes de sua história. Hoje esse risco não existe mais, porque a nossa diretoria compreende e valoriza a importância de um acervo histórico tão rico como o nosso”, disse o presidente, que fez questão de lembrar antecessores que marcaram época à frente do Tricolor.

“Gostaria de homenagear dois grandes tricolores, fundamentais para a construção do Bahia como o clube popular, vitorioso e tradicional, que é hoje – Osório Villas-Boas e Paulo Marcajá, comandantes do Tricolor em suas duas maiores conquistas, a Taça Brasil de 1959 e o Campeonato Brasileiro de 1988”, disse Marcelo Guimarães, que no final do discurso, foi ovacionado pela platéia com o famoso “parabéns para você”.

Normando Reis também discursou. “A criação desse Memorial é a realização de um sonho de mais de três décadas que venho acalentando. Trabalhei muito para restaurar os troféus e coletar o máximo de material para que as gerações futuras tenham noção do que foi, é e será o Esporte Clube Bahia. Fiz tudo com muito amor e é por isso que agradeço ao presidente Marcelo Guimarães e a toda sua diretoria por essa oportunidade”, disse o historiador.