Notícias

Diretoria oficializa saída de Cruz

Baixo aproveitamento no Estadual causa demissão do treinador.

09 fev 2006 | 10H38

Darino Sena

Em reunião na manhã desta quinta-feira, no Fazendão, a cúpula diretiva do Bahia definiu a saída do técnico Luís Carlos Cruz. O treinador não estava presente e foi comunicado pelo telefone. Assume interinamente o comando técnico Charles Fabian, ídolo do clube, Campeão Brasileiro de 1988 como jogador do Bahia.

O último jogo de Cruz no a frente do Tricolor foi o empate em 1 a 1, na Fonte Nova, nesta quarta-feira, diante do Ipitanga.

A justificativa apresentada para a demissão foi o baixo aproveitamento, de 44% no Estadual. Foram nove jogos, três vitórias, três empates e três derrotas, 10 gols marcados e oito sofridos.

“Infelizmente, futebol é resultado e eles não vieram da maneira que esperávamos. Hoje estamos em quinto lugar, fora da zona de classificação do Baiano. Tínhamos que tomar uma atitude e infelizmente é a saída do Cruz”, disse Mota.

“Considero o Cruz um grande treinador, com método, organizado, aguerrido e extremamente competente. Mas é como já frisei, dependemos de resultados e eles não aconteceram. O Cruz é, acima de tudo, um amigo que fiz, pessoa honesta, extremamente honrada, um dos melhores com que trabalhei, e vou ficar na torcida por ele. É uma pessoa que sempre nos trará boas recordações de desejo muito sucesso a ele”, completou o diretor de futebol.

Participaram da reunião o presidente Petrônio Barradas, o diretor de futebol Newton Mota, o diretor financeiro Paulo Carvalho, os vices de futebol, Ruy Accioly, de marketing, Marco Costa e do supervisor Roberto Passos.