Notícias

Despesa Futebol Clube continua em grande campanha

A cada jogo do Bahia, o Despesa Futebol Clube fatura muito.

14 set 2006 | 12H40

Por Jayme Brandão

A fidelidade e o amor da torcida tricolor com o Bahia são indiscutíveis.

A direção do clube faz questão de agradecer sempre a presença do torcedor na Fonte Nova, mas infelizmente, o que era pra ser motivo de alegria, é abalado pelo excesso de taxas que o Bahia paga, para jogar no Octávio Mangabeira.

Para situar o torcedor, vamos destrinchar o borderó do jogo de ontem contra o Ferroviário.

O público total, de ingressos normais, foi de 18.985 pagantes, para uma renda de R$ 128.950,00.

Desta boa renda, o Bahia ficou com R$ 75.602,76. o que corresponde a 58% do total.

Isso quer dizer que 42% da renda foi destinado pagar taxas, como:

Aluguel do campo (R$ 7.737,00), Quadro móvel (R$2.095,24), INSS (R$6.447,50), Arbitragem e auxiliares (R$ 2.405,00), Impostos e taxas locais (R$ 3.233,75), confecção de ingressos (R$ 4.375,50), entre outros.

Somando este problema com taxas a estar disputando a Série C, onde contratos de publicidades ficam mais dificéis, dá pra se ter uma noção, do problemas financeiros que a direção tricolor tem que enfrentar.