Notícias

Definições

Dia teve entrevista coletiva do diretor de futebol

28 nov 2018 | 17H39

O Diretor de Futebol do Tricolor, Diego Cerri, concedeu entrevista coletiva na tarde desta quarta (28) e falou sobre renovações e sobre o planejamento para o próximo ano.

Enderson Moreira

Segundo treinador com mais pontos no comando do Bahia em Brasileirão por pontos corridos, Enderson teve sua renovação contratual anunciada pelo diretor.

“Enderson é um treinador que chegou em um momento difícil. Ele teve um momento mais complicado na final da Copa do Nordeste, mas foi colocando aos poucos o jeito dele de trabalhar e as coisas foram acontecendo. Foi um dos treinadores com o melhor aproveitamento dentro dos pontos corridos, trabalha bem em equipe e se ambientou bem ao clube. Começamos um projeto juntos e temos perspectiva boa para o ano que vem”, contou.

Renovações

Com a temporada terminando, Cerri listou alguns jogadores que tiveram seus contratos renovados e falou sobre a possibilidade de novas renovações.

“A gente tem feito reuniões com a comissão técnica, com o presidente, o vice-presidente e com empresários. Garantimos a permanência de Nino e Elton, que tinham contrato até o fim de 2018, com uma cláusula de renovação até 2019. Já tínhamos feito a renovação do Edigar Junio e do Flávio, e de alguns garotos do sub-23, como Luiz Fernando e Geovane Itinga. Aos poucos vamos montando o elenco do ano que vem, mantendo alguns jovens que podem ingressar na equipe principal e renovando com atletas que foram protagonistas esse ano”, disse.

Temporada 2019

Faltando pouco mais de um mês para o início de 2019, o Diretor de Futebol traçou um panorama da pré-temporada.

“A pré-temporada será muito curta, o calendário não é ideal. Temos a Copa América no meio do ano e iniciaremos a primeira competição no dia 16 de janeiro, a Copa do Nordeste. É um calendário muito apertado, longe de ser o ideal para preparar a equipe”, explicou.

Ele também contou qual será o planejamento inicial para a próxima temporada.

“Vamos tirar a carga de alguns atletas para que eles não joguem tanto durante o ano. O Baiano será um meio para atletas jovens vestirem a camisa do Bahia e terem uma sequência pelo clube para ver como se comporta em ambiente de pressão. Essas serão as premissas para iniciar o trabalho. Conforme for conveniente vamos ajustar. Mas vamos levar esses conceitos. Não esgotar os atletas, fazendo com que eles não façam tantos jogos, e usar atletas jovens no Campeonato Baiano”, falou.