Notícias

Danny Morais valoriza garotos recém-promovidos da base

O zagueiro e o volante Anderson contam como tem sido a convivência dos mais velhos com os jovens

16 jan 2013 | 11H27

Um dos líderes do elenco do Bahia, o zagueiro Danny Morais, comemorou a promoção dos atletas da divisão de base do tricolor. Em entrevista coletiva nesta terça-feira (15), na sala de imprensa do Fazendão, o jogador valorizou os jovens atletas.
 
"Há essa tendência de muitos jogadores jovens subir. Contratações estão cada vez mais difícil, pois montar um grupo é bastatente difícil. Mas o importante é que a gente manteve uma base e acho que isso é uma das coisas mais importantes para os jovens. Ano passado foi bem diferente de 2011, pois já existia uma base e jogadores como Gabriel e Jussandro, puderam se destacar errando e acetando, mas com tranquilidade para jogar. A cobrança vinha mais nos experientes, que é uma coisa certa. Acredito que nesse ano vá ser assim também".
 
Perguntado se dava dicas aos jovens, Danny contou como exemplo o que vem ensinando ao volante Anderson.
 
"Ontem no coletivo com o Anderson sobre o posicionamento dele. Ele é um cara que tem que ter um passe bom, que não pode errar. Se ele quiser resolver toda hora ele vai acabar forçando o jogo dele e vai errar. São coisas que ele vai ver, que ele vai sentir. No primeiro jogo que tiver ele vai sentir, que vai ter que correr muito e vai cansar. Por isso cabe a gente antecipar isso para eles"
 
Anderson, que também falou com a imprensa antes do zagueiro, comemorou o fato dos mais experientes se preocupar com os garotos da base.
 
"Os mais experientes tem conversado muito comigo. Na minha opinião, dos três que subiram, o que tem mais deficiência sou eu. Porque na base eu jogava de um jeito e se eu jogar desse jeito no profissional, não vou conseguir jogar. Porque na base eu corria muito e no profissional,  se eu correr assim, não vou conseguir jogar os dois tempos. Danny Morais, Fahel, Kléberson, Titi têm conversado muito comigo para me posicionar melhor, para fazer as jogadas. Fico muito feliz, porque vejo a preocupação deles comigo, com Talisca e com Ítalo Melo".
 
Ouça a entrevista de Anderson e Danny Morais nosso podcast: http://www.esporteclubebahia.com.br/multimedia