Notícias

Confrontos

Confira o histórico de Bahia x Botafogo

08 jun 2018 | 17H02

Muito equilíbrio nos confrontos Bahia e Botafogo, que já se enfrentaram 59 vezes, entre competições oficiais e amistosos. O Tricolor venceu 19, perdeu 20 e empatou outros 20 jogos. Marcou 57 e sofreu 67 gols.

Em Brasileiros, foram 39 jogos e também há equilíbrio: 14 triunfos do Bahia, 12 do Botafogo e 13 empates. O alvinegro marcou 44 gols e o Bahia, 41.

Como mandante, o equilíbrio continua, mas o Tricolor leva vantagem, vencendo 15 partidas e o time carioca, 13. Ainda houve 10 empates. O Esquadrão marcou 37 gols e sofreu 37.

Jogando no Rio de Janeiro foram 19 partidas oficiais. O Botafogo venceu seis, o Bahia, quatro e houve nove empates. O time carioca marcou 27 gols e o tricolor, 20.

A primeira partida oficial entre as equipes ocorreu no dia 17 de outubro de 1963, pela semifinal da Taça Brasil. Na Fonte Nova, o Tricolor venceu por 1 a 0, gol do atacante Miro. Na ocasião, o Bahia eliminou o adversário e fez a final contra o Santos, mas o time da Vila Belmiro acabou ficando com o título.

17/10/1963 – Bahia 1×0 Botafogo – Fonte Nova, Salvador-BA

Bahia – Nadinho, Hélio, Henrique, Roberto e Ivan; Nilsinho e Mário; Valença, Hamilton, Miro (Vermelho) e Biriba.
Técnico – Negreiros

Botafogo – Manga, Joel, Zé Carlos, Nilton Santos e Rildo; Arlindo e Gerson; Jairzinho, Roberto, Elton e Zagalo (Quarentinha).
Técnico – Danilo Alvin

Gol – Miro

No Campeonato Brasileiro de 2017 o time carioca levou vantagem vencendo os dois jogos. No Estádio do Engenhão venceu por 1 a 0, com gol de Bruno Silva, e em Salvador a partida terminou 2 a 1 para alvinegro, com gols de Roger e novamente Bruno Silva. O volante Renê Júnior descontou para o Esquadrão.

Antes dessa derrota, o Tricolor ficou cinco partidas sem perder para o time carioca na Série A. Confira os confrontos:

30/09/2012 – Bahia 2×0 Botafogo – Pituaçu, Salvador-BA

Bahia – Marcelo Lomba; Neto, Danny Morais, Titi e Jussandro; Fahel (Fabinho), Diones e Hélder; Gabriel (Kléberson) e Elias e Zé Roberto (Lulinha)
Técnico – Jorginho

Botafogo – Jefferson; Lucas, Fábio Ferreira, Dória e Márcio Azevedo; Gabriel, Jadson (Vitor Junior), Andrezinho, Seedorf (Bruno Mendes) e Lodeiro (Rafael Marques); Elkeson
Técnico – Oswaldo de Oliveira

Gols – Fahel, (18′ do 1°) e Hélder (40′ do 2°).

 

05/06/2013 – Bahia 2×1 Botafogo – Batistão, Aracaju-SE

Bahia – Marcelo Lomba; Madson, Lucas Fonseca, Titi, Jussandro (Raul); Fahel, Diones, Marquinhos Gabriel (Potita) e Hélder; Ryder e Fernandão (Souza).
Técnico – Cristóvão Borges

Botafogo – Renan; Lucas, Bolívar, Antônio Carlos e Júlio César; Marcelo Mattos (Renato), Fellype Gabriel (Bruno Mendes), Seedorf, Vitinho (Andrezinho) e Rafael Marques.
Técnico – Oswaldo de Oliveira

Gols – Vitinho (7′ do 1°); Fernandão (40′ do 1° e 23′ do 2°).

 

22/09/2013 – Botafogo 1×2 Bahia – Maracanã , Rio de Janeiro-RJ

Botafogo – Jéfferson, Edílson, Dória, Bolívar e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Gabriel, Seedorf (Hyuri), Lodeiro e Rafael Marques; Elias (Alex).
Técnico – Oswaldo de Oliveira

Bahia – Marcelo Lomba, Madson (Wallyson), Lucas Fonseca, Titi e Raul (Jussandro); Diones, Feijão, Hélder e Marquinhos; Wiliam Barbio (Obina) e Fernandão.
Técnico – Cristóvão Borges

Gols – Edílson (30′ do 1°); Fernandão (36′ do 2°) e Obina (40′ do 2°).

 

04/05/2014 – Bahia 1×0 Botafogo – Fonte Nova, Salvador-BA

Bahia – Marcelo Lomba, Roniery, Demerson, Titi e Pará; Fahel, Uelliton e Lincoln (Branquinho); Rhayner (Rafinha), Maxi Biancucchi e Anderson Talisca (Wilson Pittoni).
Técnico – Marquinhos Santos

Botafogo – Jefferson, Edilson, Bolívar, Dória e Junior Cesar; Gabriel, Bolatti, Lodeiro (Jorge Wagner) e Daniel (Wallyson); Zeballos (Ferreyra) e Emerson.
Técnico – Vagner Mancini

Gol – Maxi Biancucchi (13′ do 2°).

 

17/09/2014 – Botafogo 2×3 Bahia – Maracanã, Rio de Janeiro-RJ

Botafogo – Jefferson; Dankler, Bolívar e André Bahia; Luis Ramírez, Airton (Bolatti), Gabriel e Julio Cesar; Rogério (Wallyson), Emerson e Zeballos (Yuri Mamute).
Técnico – Vagner Mancini

Bahia – Marcelo Lomba, Railan, Lucas Fonseca, Demerson e Guilherme Santos; Uelliton, Rafael Miranda (Branquinho), Léo Gago (Maxi Biancucchi) e Emanuel Biancucchi (Marcos Aurélio); Rafinha e Kieza.
Técnico – Gílson Kleina

Gols – Emerson Sheik (29′ e 42′ do 1°); Dankler – contra (31′ do 1°), Maxi Biancucchi (28′ do 2°) e Branquinho (45′ do 2°).