Notícias

Charles efetivado

Diretoria confirma nome do ídolo para o restante da temporada 2006.

02 mar 2006 | 12H00

Darino Sena

Em virtude dos ótimos resultados obtidos neste início de trabalho, sem derrotas em quatro partidas, da estreita identificação com o clube e com o torcedor, pela confiança do elenco e da diretoria, extrema competência e, acima de tudo, pela quase unânime aprovação da Naçao Tricolor, o ídolo Charles Fabian foi efetivado como técnico do Bahia.

O anúncio oficial foi feito na manhã desta quinta-feira pelo presidente Petrônio Barradas e pelo diretor de futebol Newton Mota, após reunião com o treinador, no Fazendão.

“Fico feliz pelo reconhecimento não só da diretoria, como dos meus pares de comissão, funcionários, amigos, imprensa e principalmente pelo carinho do torcedor tricolor. Desde o início desse desafio venho recebendo o apoio incondicional de todos e isso foi fundamental para que as coisas estejam dando certo até aqui”, disse o novo técnico do Esquadrão de Aço.

“Agora é dar seguimento ao trabalho, com uma responsabilidade ainda maior, mas com a mesma humildade, para que possamos conquistar o Estadual, fazer bonito na Copa do Brasil e sair da Terceira Divisão. Espero continuar contando com o apoio e o incentivo de todos, o que é fundamental”, completou Charles.

O ex-atacante assumiu o cargo interinamente com a demissão de Luís Carlos Cruz, no último dia 9 de fevereiro. A missão era classificar o time para as quartas-de-final do Estadual.

A situação não era tão simples, pois o Bahia estava fora da zona de classificação. Porém, com vitórias sobre Camaçariense (4 a 0) e Itabuna (3 a 1), e um empate contra o Juazeiro (0 a 0), sob o comando de Charles, o Tricolor conseguiu a vaga. Na Copa do Brasil, boa estréia – empate em 0 a 0 contra o Ceilândia.

O melhor futebol apresentado pelo time e os bons resultados, é claro, credenciam Charles a permanecer no cargo. A efetivação é o ponto alto da carreira como técnico, que começou em 2000, aqui mesmo no Bahia. Desde então, Charles dirigiu os times, infantil, juvenil e júnior do Tricolor, conquistando os Estaduais das duas últimas categorias.

“É a chance que eu sempre esperei. Me preparei ao longo desses seis anos para isso e fico muito satisfeito pelo fato do meu primeiro time profissional ser o Bahia. Um clube que aprendi a gostar e respeitar,com o qual tenho uma ligação imensa. Espero e vou trabalhar para corresponder a expecativas de todos e ajudar o nosso Bahia a ser vencedor novamente”, disse Charles, que foi Campeão Brasileiro em 1988, como camisa 9 do Tricolor.