Notícias

Campeonato do Nordeste 2002: mais rico e mais importante

Competição que apontou caminho da regionalização do futebol no país oferece 3 vagas para a C. dos Campeões e tem aumento de 50% nos investimentos

21 jan 2002 | 15H46

O Campeonato do Nordeste, competição que apontou os novos caminhos do futebol brasileiro, começou no último sábado, em Recife, com o jogo Náutico x Botafogo, no Estádio dos Aflitos. E será ainda melhor em sua segunda edição. O sucesso dentro de campo, com jogos de qualidade, aumento de quase 100% da média de público em relação à extinta Copa do Nordeste, só para citar dois fatores, se refletiu fora das quatro linhas, através de investimentos (entre cotas de TV e patrocínio) que chegaram a R$ 10,1 milhões.

Novamente organizado pela Liga, que no ano anterior se chamava Associação de Clubes de Futebol do Nordeste, e comercializado pela TopSports Ventures, que também cuida da parte operacional da competição, o Campeonato do Nordeste 2002 manteve seus principais parceiros e ainda atraiu novos e importantes patrocinadores, levantando mais de R$ 15 milhões patrocinadores. Deste total, quase R$ 11 milhões serão destinados aos clubes, que receberão em média R$ 700 mil, o dobro do ano passado.

Mais rico e com uma motivação extra. Com o aumento de oito para 16 participantes na Copa dos Campeões, os três primeiros do Nordestão 2002 disputarão o direito de sonhar com Tóquio.

Com profissionalismo, a Liga do Nordeste manteve a parceria com a Coca-Cola, a Bavária e a Directv, que além de transmitir é uma das patrocinadoras, trazendo este ano ainda a Tigre (tubos e conexões), a Umbro, a SAT, distribuidora de combustível baseada em Fortaleza, e a Nordeste Linhas Aéreas, as duas primeiras empresas da região a apoiar o Campeonato do Nordeste. No acordo fechado pela Liga de Futebol do Nordeste, a empresa do Grupo Varig oferece descontos significativos no preço das passagens e recebe em troca visibilidade nos estádios em que serão disputados os jogos.

“Não podia ser melhor. Juntamos duas marcas fortes da região e vamos contar com um apoio forte em terra e a gentileza da Nordeste, características da companhia. O mais importante, porém, é a economia que os clubes farão. Estamos mostrando que deixar de gastar também é receita”, disse Antônio Carlos Lage, superintendente do Bahia e procurador da presidência da Liga de Futebol do Nordeste.

Como surgiu

Os principais clubes do Nordeste sabiam que o primeiro semestre era sinônimo de prejuízo. A maioria dos estaduais não conseguia atrair público, com alguns deles tendo médias de menos de mil torcedores por partida. A Copa do Nordeste também não era atrativa. Em 2000, apenas 12 jogos foram transmitidos e a competição arrecadou R$ 2,5 milhões. Em outubro, os clubes mais tradicionais se reuniram e criaram a Associação de Clubes de Futebol do Nordeste, na prática a primeira liga do futebol brasileiro. Porém, naquele momento falar em liga ainda era muito polêmico. A competição foi totalmente reformulada pela então ACFN em parceria com a TopSports Ventures, e transformada no Campeonato do Nordeste.

Semifinais serão em jogos de ida e volta

Este ano apenas um detalhe na fórmula de disputa foi alterado. Os 16 clubes continuam se enfrentando em turno único, com os quatro primeiros garantindo vaga nas semifinais, que desta vez serão disputadas em jogos de ida e volta. Haverá ainda o rebaixamento de dois clubes.

No ano passado o Bahia conquistou o título do Campeonato do Nordeste ao vencer o Sport por 3 a 1, na Fonte Nova lotada. A primeira rodada acontece dias 19 e 20, com a final sendo disputada dia 12 de maio. Quadro abaixo mostra a evolução e o crescimento do Campeonato do Nordeste.

Clubes participantes

Ceará, Fortaleza, Sport, Santa Cruz, Náutico, Vitória, Bahia, Fluminense de Feira de Santana, América de Natal, ABC, Botafogo da Paraíba, CRB, CSA, Sergipe, Confiança.

A primeira rodada do Nordestão 2002 (jogos sempre às 16h) teve os seguintes resultados:

Sábado, dia 19
Naútico 8×2 Botafogo
(Aflitos) -Directv

Domingo, dia 20

Vitória 4×0 Sergipe
(Barradão)

Fortaleza 1×1 CSA
(Presidente Vargas)

Sport 1×0 Fluminense
(Ilha do Retiro) – TV Globo

Treze 1×1 ABC (Amigão)

Bahia 0x0 América
(Fonte Nova) – TV Globo/Directv

Confiança 2×2 Ceará
(Batistão) – TV Globo

CRB 1×0 Santa Cruz
(Rei Pelé) – TV Globo

Copa
do Nordeste 2000
Camp.
do Nordeste 2000
Camp.
do Nordeste 2002
Direitos
e patrocínios
R$
2,5 milhões
R$
10,1 milhões
Mais
de R$ 15 milhões
Jogos
transmitidos
12
(Globo)
94
(46 Globo e 48 Diretv)
103
(66 Globo e 51 Directv)
Bilheteria
R$
950 mil
R$
4,5 milhões
Público
pagante
R$
250 mil
R$
800 mil
Média
de público
3.600
10.541