Notícias

Bobô: torcida e espírito de decisão deram triunfo ao Bahia

Força que veio das arquibancadas e raça dos jogadores foram decisivos, na opinião do técnico, que quer evitar clima de já ganhou.

05 maio 2002 | 22H19

A incorporação do espírito de decisão e o apoio da torcida. Esses fatores foram apontados pelo técnico Bobô para o verdadeiro baile que o Bahia deu em seu maior rival, na tarde deste domingo, na Fonte Nova, no primeiro jogo da final do Campeonato do Nordeste 2002.

“Fora das quatro linhas, a nossa torcida foi fundamental e influenciou decisivamente no nosso modo de jogar. A força que veio das arquibancadas contagiou os jogadores, os fez incorporar os espírito de decisão, jogar com raça, muita determinação e conseguir a vitória”.

O técnico considerou a atuação do Bahia tão boa que, na opinião dele, o triunfo poderia acontecer com um placar mais dilatado. “Criamos muitas chances, principalmente no segundo tempo, poderíamos ter feio mais gols, mas os 3×1 foram de bom tamanho”.

Mesmo com a vantagem de poder perder por um gol de diferença no partida de volta, Bobô acha que o Bi-Campeonato ainda não está garantido. “Vamos enfrentar uma equipe qualificada, com grandes valores individuais e muito forte jogando em casa. Temos que manter a humildade, atuar com simplicidade e respeito para sermos campeões”.