Notícias

Bobô: “meu compromisso é com a torcida”

Em entrevista exclusiva ao eusoubahia.com, novo técnico ressalta identidade com a torcida e diz que vai fazer de tudo para devolver o riso ao torcedor tricolor.

06 mar 2003 | 15H40

Com carta branca e 100% de aprovação dos dirigentes, no novo técnico do Bahia, Bobô, quer agora o reconhecimento da Nação Tricolor. “Sei que meu grande compromisso é com eles e espero corresponder às expectativas. A torcida do Bahia é muito exigente e está brava com razão, afinal, não tem o costume de perder. Vou dar o máximo para reverter essa situação e devolver o riso ao rosto do nosso torcedor”.

A profunda identidade com os torcedores do Bahia, segundo Bobô, vai ser um elemento facilitador para o bom andamento de seu trabalho à frente do Esquadrão de Aço. “A torcida nutre grande apreço por mim. O sentimento é recíproco e já existe há bastante tempo, afinal estou ligado intimamente ao Bahia há mais de 17 anos. Ela aprovou minha primeira passagem como treinador. Prova disso é que até hoje muitos acham que quando deixei o cargo, no início do Brasileiro de 2002, a saída foi prematura. É deese apoio que eu preciso para ter um bom desempenho”.

Bobô recebeu com muita satisfação o convite para voltar ao comando técnico do clube que o consagrou no mundo do futebol. “É uma prova do reconhecimento do meu trabalho por parte da diretoria do Bahia e fico feliz por voltar ao futebol profissional tendo a confiança e o respeito de todos”, disse o treinador, que reassumiu o cargo nesta quinta-feira.

O treinador afirmou ainda que pretende dar ênfase ao processo de valorização dos jogadores oriundos das Divisões de Base, acelerada pelo Bahia neste ano. “Esse é o grande desafio e o presidente Marcelo deixou bem claro que a nossa missão é fazer com que as jovens promessas possam render no time de cima tudo o que rendiam na base. Eu confio muito neles e sei que eles têm capacidade para isso. Eles só precisam de mais tranqüilidade e confiança. Tenho certeza que o Bahia vai revelar grandes jogadores neste temporada”.

No quase um mês que vai ter para preparar a equipe para o Campeonato Brasileiro (que começa no próximo dia 30), Bobô pretende implantar sua filosofia de trabalho, realizar alguns amistosos e contar com reforços. “Temos carências em algumas posições e vamos precisar supri-las”, declarou, sem adiantar nomes de possíveis reforços.

O novo técnico disse que não vai ter problemas para se readaptar à função de treinador. “Não fiquei parado tanto tempo assim e não me sinto enferrujado. Futebol é como a andar de bicicleta, ninguém esquece”, brincou. “Além do mais, conheço quase todos os jogadores do grupo e eles sabem o que eu quero – muito empenho e determinação para que o Bahia consiga os resultados satisfatórios para a sua exigente torcida”.