Notícias

Bahia vence rodada dupla e é finalista do Torneio de Marseille

Adversário na luta pelo TRI é o Olimpique. Tricolor jogo no estádio da final da Copa de 98.

20 abr 2003 | 15H00

Pelo terceiro ano consecutivo, o time júnior do Bahia é finalista do Torneio Internacional de Marseille, na França, um dos mais importantes e tradicionais do mundo na categoria. A façanha foi alcançada neste domingo, quando o Esquadrão de Aço goleou a Seleção do Togo e o Rijeka, da Croácia, em rodada dupla realizada no estádio Le Cesne. Com os triunfos, o Esquadrão atingiu os 100% de aproveitamento e ficou com a primeira colocação de seu grupo.

O objetivo do Bahia é repetir os feitos de 2001 e 2002, quando o clube conquistou o título, tornando-se Bicampeão do Torneio. Sagrando-se Tri-Campeão, além de obter definitivamente a taça do certame, o Tricolor se iguala a outros dois clubes que foram os únicos a conseguir a seqüência de três sucessos em mais de 30 anos de disputa do Torneio de Marseille.

O adversário na decisão é Olimpique, da França. O Bahia não vai encontrar moleza – os franceses são os anfitriões da festa, mas há muito tempo não ganham a taça e se reforçaram muito este ano. O clube é o atual Campeão Francês. O palco do clássico é o estádio Velodrome, construído especialmente para a final da Copa de 1998 – o Bahia é o primeiro clube do país a atuar lá depois da Seleção Brasileira. A partida acontece às 11h da manhã (horário de Brasília) desta segunda-feira.

Neste domingo, a primeira vítima do Esquadrão de Aço foi a Seleção do Togo, goleada por 4 a 0, com gols de William (2), Cícero e Gilberto. Na decisão da vaga para a final, o Bahia despachou o Rijeka, da Croácia, por 3 a 0, com gols de William, Elias e Marquinhos.

O Bahia fechou a primeira fase como líder de seu grupo, com nove pontos – 100% de aproveitamento -, oito gols marcados e nenhum sofrido. O artilheiro do time do técnico Carlos Amadeu é o atacante William, com três gols.

Na rodada de abertura do torneio, no sábado, o Esquadrão tinha batido o Andoume, da França, por 1 a 0 – gol de Elias.