Notícias

Bahia vence outra vez fora de casa

Moré marcou duas vezes.

28 mar 2007 | 17H00

Por Jayme Brandão

Na tarde quente desta quarta-feira, o Bahia venceu o Juazeiro, jogando na casa do adversário, por 3 x 1, com gols de Moré(2) e Harley.

Com o resultado, o Bahia chegou aos 37 pontos, abrindo 10 de diferença, em relação ao 3º colocado(Atlético) e segue firme na busca para a classificação.

Este foi o quinto triunfo conquistado, atuando fora de Salvador, comprovando a boa campanha tricolor.

O JOGO

A partida contra o Juazeiro tinha tudo para ser difícil e foi mesmo. Vários desfalques, campo ruim e um calor de quase 35 graus eram algumas das dificuldades que o Bahia iria enfrentar no Adauto Moraes, além da boa equipe da casa, que briga pela classificação.

O meio de campo tricolor, setor que gerava mais dúvidas no técnico Arturzinho, entrou com Marcone, Dudu, Marcelinho e Danilo Rios.

Na frente, Amauri fez dupla com Moré.

Atravessando um bom momento, o Bahia se impôs e não demorou para atacar o Juazeiro.

Logo aos 03 minutos, Victor Boleta e Moré trocaram passes na entrada da área. O ala esquerdo recebeu a bola, em posição legal, driblou o zagueiro e sofreu falta, o que seria pênalti, mas a arbitragem mandou seguir. Na sobra de bola, Marcelinho marcou o gol, mas o assistente marcou impedimento, o que também não ocorreu.

Neste lance, além da boa chance de abrir o placar, o Esquadrão ainda perdeu o lateral Boleta, que tentou permanecer em campo, mas a pancada, na jogada do pênalti, foi forte, o tirando do jogo.

Maricá entrou em seu lugar, jogando improvisado na ala esquerda.

Aos 12 minutos, em um contra-ataque tricolor, Danilo tocou para Amauri, que chutou por cima.

Aos 21, o Juazeiro fez uma boa triangulação ofensiva, mas o chute foi para fora.

Aos 25 minutos, saiu o gol do Bahia. Carlos Alberto cobrou uma falta na área, a defesa tirou, mas no rebote, a bola sobrou para Danilo, que tocou para Moré ganhar de dois zagueiros e “fuzilar” o goleiro Ari. Bahia 1 x 0.

Aos 31, Carlos Alberto cobrou outra falta na área e Hebert quase marca de cabeça, mas a bola foi por cima do gol.

Cinco minutos depois, Danilo Rios bateu uma falta no canto direito de Ari, que conseguiu fazer grande defesa.

O gramado dificultava muito o toque de bola para as duas equipes e o primeiro tempo não teve muitas chances de gol.

Quase no fim da primeira etapa, Amauri sofreu uma pancada na coxa e não aguentou voltar do intervalo.

Em seu lugar, Arturzinho colocou Harley.

O Juazeiro precisava da vitória e voltou com tudo para cima do Bahia.

Logo aos 02 minutos, Murilo chutou com perigo, mas a bola foi para fora.

Aos 10, Cuinha também assustou Paulo Musse, que acompanhou o “tiro” para fora.

A bola parada de Carlos Alberto era uma boa opção de ataque e ele quase marca, cobrando com perfeição uma falta, mas Ari impediu novamente, aos 13 minutos.

Aos 16, o Juazeiro empatou o placar, com uma bela cobrança de falta de Cuinha.

O Bahia não se abateu com o gol sofrido e Danilo Rios fez boa jogada, driblando dois zagueiros, mas o chute saiu fraco.

Arturzinho mudou o time, tirando Marcelinho e colocando Tiago Neiva.

Aos 26, Paulo Musse fez grande defesa.

Aos 27, Danilo Rios lançou dentro da área para Maricá, que puxou para a perna direita e chutou. O goleiro defendeu e a bola sobrou pata Neiva, que não foi “fominha” e tocou para Moré marcar seu segundo gol na partida, o sétimo no campeonato. Bahia 2 x 1.

O Bahia queria mais e aos 30, em uma bela jogada de contra-ataque, Tiago Neiva, que entrou muito bem na partida, tocou para Moré, que lançou Harley. O atacante invadiu a área e mandou uma “bomba” para o gol. Bahia 3 x 1.

Aos 42, Paulo Musse fez boa defesa, de um chute de fora da área.

Quase no fim da partida, o jogador Adriano, do Juazeiro foi expulso, por reclamação.

Já não havia tempo para mais nada e o Bahia conseguiu mais um triunfo, fora de casa.

O Esquadrão de Aço atuou com: Paulo Musse, Carlos Alberto, Hebert, Rogério, Victor Boleta(Maricá), Marcone, Dudu, Marcelinho(Tiago Neiva), Danilo Rios, Amauri(Harley) e Moré.

A delegação tricolor volta para Salvador ainda hoje e se reapresenta no Fazendão, às 16:00hs, desta quinta-feira.

O próximo compromisso do Bahia será no domingo, diante do Ipitanga, no estádio da Fonte Nova.