Notícias

Bahia tem o dobro de triunfos do Paysandu em confrontos diretos

Tricolor tem vantagem histórica sobre o papão da curuzu.

16 maio 2003 | 18H15

No retrospecto geral, o Bahia tem vantagem sobre o Paysandu. A história dos confrontos, que começou em 29 de setembro de 1935, com um 2 a 1 para os baianos, registra 21 jogos, com 10 triunfos tricolores, 5 do bicolor de Belém e 6 empates. O ataque do Tricolor balançou as redes 47 vezes e sua defesa sofreu 28 gols.

O placar mais comum das partidas foi o 1 a 1, que se repetiu cinco vezes. As maiores goleadas do confronto foram do Bahia. Em 12 de outubro de 1947, na maior delas, o Tricolor fez 7 a 0. Em 26 de abril de 1992, o Esquadrão aplicou 4 a 0 no Papão. Um dos jogos mais recentes entre Bahia e Paysandu aconteceu em 21 de setembro de 2002, pelas quartas-de-final da Copa dos Campeões, no estádio Olímpico de Belém. A partida estava empatada em 1 a 1 até os 45 minutos do segundo tempo, o que levaria a decisão da vaga nas semifinais para os pênaltis.

Foi quando o árbitro goiano Antônio Pereira da Silva marcou um pênalti inexistente contra o Bahia, alegando toque de mão do zagueiro Accioly. A penalidade acabou sendo convertida e o Tricolor foi desclassificado. Como as câmeras de TV mostraram claramente que Accioly tocou a bola com o peito dentro da área, e não com a mão, o Bahia fez uma representação no Superior Tribunal de Justiça Desportiva contra Antônio Pereira. Os destaques do Tricolor na partida foram o goleiro Emerson, que defendeu um pênalti, e o atacante Robgol, autor de um gol.

Jair e Nonato marcam gols históricos

O último jogo entre Bahia e Paysandu aconteceu em 9 de outubro do ano passado, pelo Campeonato Brasileiro, no estádio Olímpico de Belém. O Paysandu levou a melhor e venceu por 3 a 2. Os dois gols do Bahia foram históricos – Jair fez o primeiro dele como profissional do Bahia e Nonato marcou o gol 700 do Tricolor em Campeonatos Brasileiros.