Notícias

Bahia grita “É CAMPEÃO” 17 vezes em 2002

Tricolor fecha um dos anos mais vitoriosos de sua história com uma série de títulos estaduais, regionais, nacionais e internacionais em todas as modalidades esportivas.

19 dez 2002 | 17H50

Como já é tradição, também no ano 2002, o Bahia fez valer o slogan “nascido para vencer”, que marcou o início de sua gloriosa história. O Esquadrão de Aço fez bonito dentro e fora de campo, deixou os concorrentes para trás e conquistou uma invejada galeria de troféus no seu 72º ano de vida. No total, foram 17 títulos, incluindo futebol profissional, divisões de base e esportes amadores. Teve taça e medalha para todos os gostos – torneios estaduais, regionais, nacionais e até internacionais.

Futebol

No futebol profissional, carro chefe da companhia azul, vermelho e branca, o Bahia faturou o título mais importante de sua região, sagrando-se Bicampeão do Nordeste. A conquista teve um sabor especial, pois foi obtida em confronto direto com o arqui-rival Vitória, em pleno estádio do adversário. O time júnior do Tricolor conquistou ainda a Taça Estado da Bahia, também em cima do rival. A competição é a segunda mais importante do calendário baiano profissional.

Além da obtenção da Taça Estado, a equipe júnior do Bahia brilhou também fora do país, sagrando-se Bicampeã do Torneio Internacional de Marseille, na França – um dos mais tradicionais do mundo na categoria. O Tricolor deixou para trás equipes tradicionais, como o Parma/ITA e o Olympique/FRA.

Amador

A farra de títulos do Esquadrão continuou nos esportes amadores – foram 14 conquistas, incluindo um título nacional. Das sete finais que disputou nos esportes coletivos com seu rival, o Tricolor venceu a maioria absoluta – cinco.

No futsal, o Bahia/ Casa Amorim/ Suvinil foi Campeão da Taça Estado e Bicampeão Baiano, no juvenil; Bicampeão invicto da Taça Estado e Tri-Campeão Baiano, no adulto.

No basquete, o Bahia/ Casa Amorim foi Tetra-Campeão Baiano, no adulto; e Tri-Campeão Baiano Sub-22. No vôlei, o Esquadrão foi Campeão da Taça Salvador, na categoria adulto.

Nas modalidades individuais, o Bahia ganhou sete títulos, sendo o mais expressivo deles o do Campeonato Brasileiro juvenil de karatê na categoria kata, com Alessandra Caribé.

Na natação, nas piscinas, Jorge Cabral foi Campeão Baiano júnior II nado peito 100m e 200m; Vera Martins foi Campeã Baiana infantil II nado livre 100m; e Laís Azevedo foi Campeã Baiana infantil II nado livre 50m. Em mar aberto, Ane Gabriele foi Campeã Baiana júnior II e Ana Paula Reis foi Campeã Baiana juvenil II.