Notícias

Bahia encerra campeonato com empate no Barradão

O clássico terminou 2 x 2.

10 maio 2007 | 01H00

Por Jayme Brandão

A direção do rival armou a festa, o torcedor rubro-negro até que tentou encher o estádio, mas esqueceram de avisar ao “convidado” Bahia, que o dia era só de comemoração.

O clássico da noite desta quarta-feira, entre Bahia e Vitória terminou em 2 x 2 e mais uma vez, o torcedor rubro-negro não pôde sair 100% satisfeito do Barradão, estádio em que o Esquadrão de Aço não perde há quase dois anos.

Os gols tricolores foram marcados por Emerson e Rafael Bastos.

O JOGO

Na despedida do campeonato baiano, o Bahia entrou em campo, para enfrentar o Vitória, com um time bastande modificado, devido as contusões e alguns atletas ausentes, pelo fim de seus contratos.

Mesmo assim, os jogadores tricolores se sentiam na obrigação de atuar de uma forma digna e respeitosa.

Pensando assim, o Bahia partiu pra cima do rival e aos 05 minutos, Ávine tocou para Danilo Gomes, que chutou com perigo, pra fora.

Motivado pelo apoio da torcida, o Vitória chegou ao seu primeiro gol, aos 15 minutos. Apodi tocou para Índio, que cruzou para Sorato marcar. Vitória 1 x 0.

Quatro minutos depois, o rubro-negro marcou o segundo. Bida chutou de longe, Márcio defendeu e no rebote, Capixaba fez. Vitória 2 x 0.

Para mudar o panorama do jogo, o técnico Arturzinho mexeu na equipe, colocando Dudu, na vaga de Maricá.

O time tricolor melhorou, equilibrando a partida e aos 30 minutos, Rafael Bastos sofreu pênalti, que foi cobrado com perfeição pelo zagueiro Emerson.

Três minutos mais tarde, Dudu fez um cruzamento da direita, Rafael Bastos recebeu livre na área e empatou o jogo em 2 x 2.

Aos 43, Danilo Gomes fez um belo lançamento para Harley, que quase chega na bola, mas o goleiro fez a antecipação e evitou o terceiro.

No intervalo, Arturzinho mudou novamente, colocando Tiago Neiva, na vaga de Danilo Gomes.

Aos 08 minutos, da segunda etapa, Ávine cruzou, Harley cabeceou e o goleiro Emerson fez uma difícil defesa.

Aos 14, Índio chutou bem, mas Márcio fez boa defesa.

Cinco minutos mais tarde, o zagueiro Wallace cabeceou e Dudu tirou em cima da linha.

Aos 23, Harley chutou de fora da área, Emerson defendeu novamente.

Aos 28, Márcio fez grande defesa, em um chute “venenoso” de Jackson.

Aos 33, Índio recebeu em posição duvidosa, invadiu a área, mas Márcio fez a defesa.

Arturzinho fez a última mudança, sacando Rafael Bastos e colocando Charles.

Aos 41, Tiago Neiva tocou para Harley, que passou para Charles chutar com perigo, mas Emerson defendeu.

O Bahia atuou com: Márcio, Maricá(Dudu), Emerson, Rogério, Ávine, Humberto, Fausto, Emerson Cris, Danilo Gomes(Tiago Neiva), Rafael Bastos(Charles) e Harley.

O último clássico de 2007 acabou empatado e agora o Bahia se concentra na Série C, que começa no dia 08/07, contra o Confiança, em Aracaju.

O Bahia fecha o primeiro semestre do ano, perdendo apenas uma partida fora de casa, que foi contra o Vitória da Conquista, na estréia do Baianão.

De lá para cá, contabilizando campeonato baiano e Copa do Brasil, foram 34 JOGOS – 19 VITÓRIAS / 11 EMPATES / 04 DERROTAS.

Apesar dos bons números, a diretoria tricolor e a comissão técnica, estão trabalhando para reforçar a equipe e com o apoio da torcida, levar o Bahia à Série B de 2008.

Todo o elenco foi liberado e se reapresenta na sexta-feira, pela manhã para conhecer a programação de férias, pré-temporada, renovações e dispensas.