Notícias

Bahia empata com o Palmeiras e segue líder

Neto marca aos 43 do segundo tempo e mantém Tricolor na ponta da Copa SP de futebol júnior.

08 jan 2003 | 18H50

Um gol no “apagar da luzes”, feito por Neto, aos 43 minutos do segundo tempo, garantiu ao Bahia um empate salvador em 3 a 3 com o Palmeiras, na tarde desta quarta-feira, no estádio Martins Pereira, em São José dos Campos/SP. Com o resultado, o Tricolor manteve a liderança do Grupo A da Copa São Paulo de Futebol Júnior.

Para garantir a única vaga da chave na próxima fase da Copa, o Bahia precisa vencer o Cachoeiro/ES, na última rodada da fase classificatória, no próximo domingo, e torcer por um tropeço do Palmeiras diante do Joseense, equipe mais fraca do grupo, que sofreu sua segunda derrota seguida nesta quarta, para o Cachoeiro.

O Bahia vai atuar em desvantagem na última rodada. A partida do Tricolor com o Cachoeiro acontece antes do jogo do Palmeiras contra o Joseense. Ou seja, o alvi-verde paulista entra em campo já sabendo o que necessita fazer para se classificar.

O Tricolor é líder do grupo com 4 pontos, o mesmo número do Palmeiras. O Bahia está na frente em virtude do melhor saldo de gol – 4 x 2. O Cachoeiro é o terceiro colocado, com 3 pontos, e o Joseense é o quarto. O primeiro critério desempate é o confronto direto, o segundo é o saldo de gols.

A partida

O jogo desta quarta, foi recheado de emoções. Apesar da forte pressão inicial do Palmeiras, foi o Bahia quem saiu na frente, com Glauciano, que converteu pênalti sofrido por Marquinhos. Minutos depois, Gilberto ampliou a vantagem tricolor, após pegar a sobra de uma dividida na área e guardar seu terceiro gol na Copa.

Mas os gols sofridos não abateram a confiança do bom time do Palmeiras, atual Campeão Paulista júnior. O verdão foi todo para cima do Tricolor, obrigando o goleiro reserva Reinaldo a se transformar na melhor figura do Bahia em campo, realizando intervenções brilhantes. Reinaldo substituiu Magno à altura – o dono da posição não pôde jogar em virtude de uma torção no tornozelo.

Mas a boa forma de Reinaldo não conseguiu evitar o empate do verdão, ainda no primeiro tempo, através de Paulo Renato e Diego.

Na segunda etapa, o Palmeiras voltou melhor que o Bahia. Apresentando maior volume de jogo e muita rapidez no ataque, o verdão criou várias oportunidades de marcar.

A grande atuação de Reinaldo e dos zagueiros tricolores impediu a virada do Palmeiras até os 35 minutos, quando Leandro assinalou o terceiro do verdão e derrubou a “muralha tricolor”.

Quando todos pensavam que o jogo estava decidido, o atacante Neto, que tinha acabado de entrar, marcou o gol de empate do Bahia, aos 43 minutos, mantendo o Esquadrão de Aço com grandes chances de obter a classificação na Copa São Paulo.

Escalação do Bahia:

Reinaldo
Paulinho (Marcus Vinícius)
Luís Fernando
Gustavo Carvalho
Bruno
Glauciano
Gustavo Strzoda
Cícero
Elias (Carlinhos)
Gilberto (Neto)
Marquinhos
Téc.: Carlos Amadeu