Notícias

Bahia é a favor do diálogo

Tricolor é contra paralisação. Marcelo Guimarães defende discussão ampla para a implementação do Estatuto do Torcedor sem prejuízo aos clubes.

21 maio 2003 | 16H17

O Esporte Clube Bahia SA é contra a paralisação do futebol brasileiro. A posição foi apresentada oficialmente pelo presidente do clube, Marcelo Guimarães. O presidente é a favor de uma ampla discussão entre clubes e representantes do Governo Federal para o cumprimento de todas as exigências do Estatuto do Torcedor, no tempo estipulado pela lei, sem que isso acarrete danos para nenhuma das partes envolvidas.

O presidente do Bahia afirmou ainda que o clube está mantendo contatos com o Governo do Estado, proprietário e administrador da Fonte Nova – onde o Tricolor manda seus jogos – a fim de adequar o estádio às exigências da nova lei, sancionada na última quinta-feira pelo presidente da república, Luís Inácio Lula da Silva.

Marcelo Guimarães espera e vai trabalhar para que todas as divergências apresentadas até aqui e amplamente discutidas no ambiente público nacional sejam resolvidas a tempo de evitar a paralisação da rodada do próximo fim de semana do nosso futebol, em respeito àquele que é o principal responsável pela existência do esporte – o torcedor.

Confiante num desfecho positivo para o impasse, o Esporte Clube Bahia vai seguir sua programação de treinamentos e viagem preestabelecida desde o início da semana, certo da resolução de todas as divergências e na conseqüente realização da próxima rodada do Campeonato Brasileiro de 2003, pela qual o clube joga domingo, contra o Figueirense, em Santa Catarina.

Por último, Marcelo Guimarães fez questão de esclarecer que o Bahia não foi convidado, sequer notificado, para a reunião realizada na noite da última terça-feira que culminou na paralisação das atividades do futebol brasileiro.