Notícias

Bahia começa bem, mas perde em Goiás

Tricolor abre o placar, mas desperdiça boas chance e acaba sofrendo virada no Serra Dourada.

05 out 2003 | 18H27

Apesar do bom início e de ter inaugurado placar logo aos cinco minutos de jogo, o Bahia não conseguiu administrar o resultado e foi derrotado pelo Goiás, por 3 a 1, neste domingo, no Serra Dourada. O gol do Tricolor foi assinalado por Jean Carlos.

O Bahia fez um grande primeiro tempo. Depois de marcar o gol, o Tricolor continuou em cima e chegou a criar boas chances de ampliar, com Possato e Jean Carlos – que acabaram desperdiçando as oportunidades. No finalzinho da etapa inicial, o time acabou castigado e sofreu dois gols, em falhas da defesa. No segundo tempo, logo aos três minutos, o Goiás ampliou a vantagem.

O Esquadrão volta a campo pelo Brasileirão 2003 na próxima quarta-feira, para enfrentar o São Paulo, na Fonte Nova. O time conta com os retornos de Danilo e Neto, e tem Accioly e Ramos como desfalques, por suspensão.

O jogo

Mesmo atuando fora de casa, o Bahia começou jogando com personalidade, indo para cima e impondo ritmo de jogo. O resultado da ousadia foi o gol, aos 5 minutos. Após grande jogada de Didi, Jean Carlos aproveitou o cruzamento e balançou as redes.

O início arrasador não foi fogo de palha. Mesmo após a abertura do placar, o Tricolor continuou em cima dos donos da casa. Jean Carlos e Possato, livres na área, de cara com o goleiro, chegaram a perder gols incríveis.

Como quem não faz toma, o Esquadrão acabou castigado aos 38 minutos. Leandro Smit recebeu na área, pela esquerda, soltou a bomba e deixou tudo igual.

Aos 44 minutos, numa falha de marcação da defesa, o Tricolor tomou o segundo gol, marcado por Marabá, de cabeça.

No segundo tempo, o Bahia tomou um balde de água fria na tentativa de reação. Aos três minutos. Grafite fez grande jogada e cruzou para Dimba marcar.

Na esperança de buscar ao menos um empate, o técnico Lula Pereira colocou o meia Cícero e o atacante Marcelo Nicácio nos lugares de Preto e Possato. O Tricolor, porém, não conseguiu a reação esperada e acabou amargando a derrota.