Notícias

Bahia Classificado

Tricolor vence Sport na Ilha e garante vaga nas finais do Brasileirão 2001.

02 dez 2001 | 19H00

O Bahia está nas finais do Campeonato Brasileiro 2001. A classificação foi obtida com a vitória por 1×0 sobre o Sport, em plena Ilha do Retiro, neste domingo. O gol foi marcado por Nonato, que voltava à equipe depois de seis rodadas de ausência. O adversário do Bahia na próxima fase será o São Caetano, que foi goleado na primeira rodada deste Brasileiro pelo tricolor, por 5×0, na Fonte Nova.

A quarta-de-final será disputada num jogo único, nesta quarta-feira, em São Caetano do Sul. O time da casa joga com a vantagem do empate no tempo normal e na prorrogação, por ter feito melhor campanha na fase classificatória do Nacional. Ao Bahia, só resta vencer.

“Nós não vamos jogar aquele joguinho para não perder. Vamos jogar para vencer e para atingir nosso objetivo que é chegar às semifinais”, promete o técnico tricolor, Evaristo de Macedo.

Apesar do adversário deste domingo já estar rebaixado à série B do Brasileirão, a classificação do Bahia não foi obtida de maneira fácil.

Sem ter nada a perder, o Sport foi para cima do Bahia e criou a primeira grande chance de gol da partida, aos 19 minutos. Marcelo Passos cobrou falta, da meia-lua da grande área. A bola foi no ângulo superior esquerdo de Emerson, que voou e fez uma grande defesa, com a ponta dos dedos.

A belíssima intervenção de seu arqueiro fez o Bahia acordar em campo. Aos 24 minutos, Jean Elias disparou uma bomba em direção à meta de Adinan em cobrança de falta pela direita. Robgol desviou de cabeça, para o fundo das redes, mas o árbitro Léo Feldman apontou impedimento do atacante.

O gol não valeu, mas o lance marcou a “entrada” do tricolor no jogo e foi o prenuncio do que aconteceria seis minutos depois – o gol da classificação, assinalado por Nonato, após uma dividida de Róbson com a zaga.

No segundo tempo, o Sport voltou melhor, forçando o Bahia a jogar a maior parte do tempo em seu campo de defesa, apostando nos contra-ataques puxados principalmente por Kena, pela esquerda.

As grandes atuações de Emerson e da dupla de zaga tricolor – Jean Elias e Carlinhos – evitaram o empate dos pernambucanos. A melhor chance do Bahia foi numa cabeçada de Robgol, brilhantemente defendida por Adinan.

A delegação tricolor viaja às 18h desta segunda-feira para São Paulo. No jogo desta quarta, contra o “azulão”, o tricolor vai ter a volta de Ramalho e Jean Witte, que estavam suspensos.