Notícias

Aos 52!

Bahia empata no fim na decisão do Baiano

14 abr 2019 | 18H46

O Bahia acreditou até o final e novamente fez brilhar a sua estrela nos acréscimos para conseguir um importante empate em 1 a 1 contra o Bahia de Feira, na tarde deste domingo (14), no jogo de ida da final do Campeonato Baiano. O tento do atacante Rogério, no Joia da Princesa, saiu aos 52 minutos da etapa final.

A decisão do torneio acontece no próximo domingo (21), na Fonte Nova, às 16h. Novo empate, por qualquer placar, leva o jogo para os pênaltis. Antes da grande final, o Tricolor volta a campo nesta quinta-feira (18), pelo duelo de ida da 4a fase da Copa do Brasil, contra o Londrina, às 20h, também na Fonte Nova.

O primeiro tempo em Feira de Santana foi de muito equilíbrio. As duas equipes sentiram o forte calor e a habitual ventania do Joia da Princesa, o que deixou o duelo em ritmo mais lento, ainda que com muitas jogadas ríspidas nas disputas de bola.

As melhores chances do Esquadrão surgiram em lances de bola parada. Aos 8, Artur cobrou falta da intermediária e Fernandão cabeceou no travessão. O Bahia de Feira, aos 11, revidou o golpe carimbando a trave de Anderson em cabeçada de Deon. Aos 26, contudo, o adversário foi fatal e abriu o marcador em grande lance de Bruninho, em chute cruzado da entrada da área.

No contra-ataque, o Bahia de Feira levava perigo, mas esteve nos pés de Fernandão as duas melhores oportunidades antes do apito final do primeiro tempo. Aos 39, ele ganhou do zagueiro com o corpo e chutou forte, ao lado da trave. Aos 40, recebeu cruzamento de Nino, matou no peito e, livre na área, tentou de voleio, mas a bola foi para fora.

O Bahia começou o segundo com um susto, com um gol do adversário bem anulado pelo árbitro de vídeo (VAR), por impedimento, aos 5 minutos. Na frente do placar, o Bahia de Feira passou a atuar na defesa, apostando em seus bons e perigosos contra-ataques e ‘entregando’ a posse de bola ao Esquadrão, que na ‘trocação’, ficava mais próximo do empate do que de sofrer o segundo gol.

Foram ao menos quatro grandes oportunidades, com Fernandão, Douglas Augusto, Rogério e Ernando, fazendo do goleiro Jair o melhor em campo. Por conta das intervenções do VAR (além do gol, houve um lance de correção de cartão amarelo que culminou na expulsão do volante Gabriel Bispo, aos 42, a arbitragem deu 11 minutos de acréscimos e novamente o Bahia fez sua estrela brilhar no final. Aos 52, após cruzamento de Moisés, Rogério emendou de primeira, próximo a marca do pênalti, e empatou a partida em 1 a 1 com um golaço num chute cruzado.

Por muito pouco, aos 55, Artur não virou a partida, com o goleiro Jair operando um milagre no Joia da Princesa após um chute quase da linha da pequena área. No fim, pelas circunstâncias, o 1 a 1 foi muito comemorado nas arquibancadas e agora a decisão fica mesmo para o domingo, sem vantagem para nenhum dos lados.

O Bahia atuou com Anderson; Nino, Ernando, Lucas Fonseca e Moisés; Elton, Douglas Augusto, Arthur Caíke (Gilberto), Ramires (Shaylon) e Artur (Rogério); Fernandão.

Confira aqui a galeria de imagens do fotógrafo Felipe Oliveira.