Notícias

Acordão

Clube renova por + 2 anos com a Justiça Trabalhista

09 nov 2018 | 13H19

Em continuidade ao processo de transparência e responsabilidade da gestão tricolor, o Bahia deu mais um importante passo nesta semana. O clube renovou por dois anos o chamado ‘acordão’ com o Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (TRT5-BA), medida que manterá o Esquadrão sem riscos de sofrer qualquer tipo de penhora ou sequestro de verbas por execuções durante o período.

Iniciado em 2011, mas só respeitado sem lacunas desde 2013, o acordo atualmente consiste no pagamento mensal de R$ 600 mil para quitação de dívidas trabalhistas antigas, além de um depósito extra de R$ 1 milhão por ano. De lá para cá, o Tricolor já encerrou 167 processos e desembolsou um um total de R$ 26.996.929,41.

“Com essa renovação, além de tudo, saberemos exatamente o que vamos gastar pelos próximos dois anos. Se mantivermos o ritmo que vem sendo, com o pagamento de aproximadamente R$ 8,2 milhões por ano, devemos quitar toda dívida trabalhista em sete anos”, explica o presidente Guilherme Bellintani.

E ele arremata: “É importante o nosso torcedor, associados e conselheiros perceberem o quanto isso é dispendioso, mas importante para o Bahia. A cada R$ 4 que gastamos, R$ 1 é para pagamentos de dívidas antigas, contando aí não apenas as trabalhistas. É uma realidade desconfortável, por conta da irresponsabilidade de gestões antigas do clube, pré-2013. Se não tivéssemos essas dívidas anteriores, o nosso departamento de futebol teria um acréscimo de investimento de cerca de R$ 2,5 milhões mensais. Ao menos, não contraindo novas dívidas e conseguindo pagar as antigas, o Bahia se coloca em uma posição diferenciada no mercado dos principais clubes do futebol brasileiro”.