Notícias

Ações do marketing tricolor para 2008

Esquadrão de Aço aposta na força da marca

18 fev 2008 | 17H55

Com a perda da Fonte Nova, o departamento de marketing doBahia entrou no ano de 2008, com a responsabilidade, de gerar novas receitas alternativas de patrocínio, já que pelo menos, no primeiro semestre, o Esquadrão de Aço não contará com o apoio maciço da sua imensa torcida.

Logo no início de 2008, o marketing tricolor já confirmou a nova fornecedora de material esportivo. O Bahia e a Lotto, empresa italiana, fecharam um contrato de três anos e nove meses, onde o Esquadrão de Aço receberá, além de uma completa linha de uniformes e produtos, um patrocínio financeiro com a garantia de royalties mínimo.

Cinco grandes empresas especializadas em material esportivo disputavam a honra de produzir o manto sagrado tricolor, mas a Lotto foi a que atendeu os anseios do clube.

A Lotto está investindo pesado no mercado brasileiro e além do Bahia, também fechou contrato com Coritiba, Atlético Mineiro, Sport e Goiás.

Na nova camisa de jogo do Bahia, três importantes patrocinadores renovaram contrato até o fim de 2008 e ações de marketing serão promovidas pela Fiat, Onda Tricolor e Tintas Acril.

No uniforme tricolor, o diretor de marketing, Marco Costa está negociando novas propriedades, na manga e no calção dos jogadores.

Até o fim do primeiro semestre deste ano, a loja física do Bahia será inaugurada, comercializando os novos produtos da Lotto, além dos licenciados, que estão próximos dos 500 produtos oficializados. Novos contratos de licenciamento já foram assinados, neste início de ano, como os da Panini( álbum de figurinhas), Stadio e Poatéxtil (camisas alusivas), Happy Town (Bichos de pelúcia), entre outros.

O nome da Loja Física do Bahia será “Esquadrão de Aço”, escolhido pela torcida tricolor, através de enquête, no site oficial do clube.

A Loja Esquadrão de Aço é um projeto em parceria com a empresa Roxos e Doentes, que já desenvolveu as lojas do Cruzeiro, Corinthians, Atético Mineiro, Coritiba, Internacional, Sport, Figueirense e Goiás.

Enquanto a Loja Física não é inaugurada, a Nação Tricolor pode adquirir todos os produtos oficiais do Bahia, através da loja virtual, no site www.lojadobahia.com.br. Por falar na loja virtual, ela comercializa uma média de 800 produtos/mês, um excelente número, dentre os sites especializados de clubes do Brasil.

Ainda falando sobre publicidade e marcas, o Bahia tem contratos fechados com diversas empresas, que correspondem a 24 placas de publicidades em exposição nos jogos com o mando de campo do clube. Mas os empresários que queiram divulgar sua marca, nos jogos do Esquadrão de Aço, ainda podem procurar o marketing do clube, pois ainda existem placas disponíveis.

Quando o Estádio de Pituaçu estiver completamente reformado, o Bahia mandará seus jogos lá e com isso, a Onda Tricolor vai estar com força total, mas com um número limitado de novos associados.

Em 2007, o plano de vantagens Onda Tricolor foi lançado na Série C e a cada mês, o número de adesões aumentava, principalmente no período do octogonal final. A expectativa do departamento de marketing para 2008 era a melhor possível, mas a perda da Fonte Nova dificultou um pouco o crescimento do projeto.

Apesar disso, muitos torcedores estão contribuindo e tendo acesso aos jogos do Bahia, através do programa e já existem aqueles que estão antecipando o pagamento, para garantir presença em todos os jogos da Série B.

Para melhorar a divulgação das notícias do Bahia, serão lançados o novo site do clube, além da Revista Tricolor, que três grandes editoras estão desenvolvendo propostas e uma delas será escolhida.

O Bahia também está em entendimento com um canal de tv, para lançar um programa falando sobre as notícias do Tricolor. Neste mesmo sentido, um programa de rádio também está sendo estudado, além de toda nova roupagem e ferramentas do novo site oficial.

O diretor de marketing do Bahia fez uma análise das ações promovidas pelo setor e as que virão, ainda este ano. “ Historicamente, o primeiro semestre é um período com poucas receitas, mas com muito trabalho e criatividade, estamos superando as dificuldades, graças ao apoio da torcida do Bahia e da confiança de grandes empresas, conclui Costa.