Notícias

Números finais

Veja o balanço de 2017

04 dez 2017 | 14H36

O empate diante do São Paulo, fora de casa, foi a última partida do Bahia em 2017, encerrando a temporada que marcou o retorno do Esquadrão de Aço à 1ª divisão do futebol brasileiro.

Um título da Copa do Nordeste, depois de 15 anos, conquista que garantiu vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil de 2018, a melhor campanha da história do clube na “era” dos pontos corridos e a classificação para a Copa Sul-Americana são os principais feitos esportivos da equipe principal tricolor.

Confira números e estatísticas deste ano:

GERAL: 66 JOGOS, 30 TRIUNFOS, 19 EMPATES , 17 DERROTAS, 99 GP, 60 GC, SALDO 39 e APROV: 55%.

MANDANTE: 32 JOGOS, 21 TRIUNFOS, 05 EMPATES, 06 DERROTAS e APROV: 71%

VISITANTE: 34 JOGOS, 09 TRIUNFOS, 14 EMPATES, 11 DERROTAS  e APROV: 40%

Artilheiros em 2017: Edigar Junio (15), Régis (13), Mendoza (08), Hernane (07), Gustavo (06), Diego Rosa, Juninho, Renê Júnior e Rodrigão e Zé Rafael (05), Edson (04), Allione, João Paulo, Tiago e Vinicius (03), Eder (02), Ferrareis, Kaynan, Lucas Fonseca, Mário e Matheus Reis (01).

Assistências em 2017: Allione (12), Régis (09), Juninho e Zé Rafael (06), Edson e Mendoza (04), Edigar Junio, Eduardo e Hernane (03), Armero, Diego Rosa, Eder, Gustavo, João Paulo, Lucas Fonseca e Rodrigão (02), Juninho Capixaba, Matheus Reis, Matheus Sales, Renê Júnior e Vinicius (01).

 

SÉRIE A:

GERAL: 38 JOGOS, 13 TRIUNFOS, 11 EMPATES, 14 DERROTAS, 50 GP, 48 GC, SALDO 02 e APROV: 43,9%

MANDANTE: 19 JOGOS, 10 TRIUNFOS, 04 EMPATES, 05 DERROTAS, 34 GP, 24 GC, SALDO 10 e APROV: 59%

VISITANTE :19 JOGOS, 03 TRIUNFOS, 07 EMPATES, 09  DERROTAS, 16 GP, 27 GC, SALDO -11 e APROV: 28,7%

Artilheiros no Campeonato Brasileiro 2017: Edigar Junio (12), Mendoza (08), Rodrigão (05), Régis e Renê Júnior (04), Vinicius e Zé Rafael (03), João Paulo, Juninho e Tiago (02), Edson, Eder, Ferrareis e Gustavo (01).

Assistências no Campeonato Brasileiro 2017: Allione (07), Régis e Zé Rafael (05), Mendoza (04), Juninho (03), Edson e Rodrigão (02), Edigar Junio, Lucas Fonseca, Matheus Reis, Matheus Sales e Vinicius (01).

– Melhor campanha da história do Bahia na “era” dos pontos corridos, terminando na 12ª posição, com 50 pontos ganhos, 02 a mais do que o desempenho de 2013, que era o melhor.

– O Esquadrão de Aço terminou a competição a 04 pontos do G8, grupo de classificação para a Taça Libertadores de 2018.

– Melhor colocação dentre os três clubes do Nordeste que disputaram a Série A.

– Durante 38 rodadas, o Bahia só entrou no Z4 em 01 oportunidade.

– Classificação para a Copa Sul-Americana depois de três anos longe de competições internacionais.

– Com o título da Copa do Nordeste, o Esquadrão já está garantido nas oitavas de final da Copa do Brasil de 2018.

– No 1º turno, o Bahia fez 23 pontos e no 2º turno, fez 27.

– Do G4 final (Corinthians, Palmeiras, Santos e Grêmio), o Tricolor venceu 03 (Corinthians, Santos e Grêmio) e empatou 01 (Palmeiras), no 2º turno.

– A média de público da torcida do Bahia foi de 21.541 pagantes por jogo, a 4ª melhor da Série A, líder absoluta no Nordeste.

– Em todo o ano, a torcida tricolor ficou em 7º lugar no ranking nacional, incluindo Séries A, B e C, com média de 18.657, também líder no Nordeste, seguido pelo Ceará, Fortaleza e Sport.

– Com 50 gols marcados, o Esquadrão teve o 4º ataque da competição.

– Com 34 pontos ganhos, o Bahia foi o 7º melhor mandante da Série A, com 59% de aproveitamento  e com o 2º melhor ataque, com 34 gols marcados em casa, atrás apenas do Palmeiras (35).