Notícias

Não deu

Bahia e Sampaio Corrêa empatam em 0 a 0

07 jul 2018 | 20H02

Com o suporte de uma Fonte Nova lotada e uma linda festa antes da partida, o Bahia buscou o triunfo até o fim, mas esbarrou na forte retranca do aguerrido Sampaio Corrêa e nas grandes defesas do goleiro Andrei, ficando no 0 a 0 com o time maranhense. Como havia perdido o jogo de ida, em São Luís, por 1 a 0, o Tricolor deixou escapar o bicampeonato da Copa do Nordeste, título que pela primeira vez foi conquistado pelo Sampaio.

Em campo, com 45 mil torcedores apoiando, o Bahia começou o jogo em cima do Sampaio Corrêa, que nos 45 minutos iniciais teve apenas uma chance de gol, justamente a primeira da partida, num lance de falta que Anderson espalmou para o lado.

Fora isso, o domínio foi todo Tricolor, que contava com a volta de Edigar Junio no ataque, além do volante Élton, recuperado da lesão que o tirou da primeira partida da final. Apesar da pressão e da posse de bola, o time teve muita dificuldade em superar a retranca do adversário, que exceto quando o Bahia tinha um tiro de meta, atuava sempre com todos seus jogadores atrás da linha da bola.

Ainda assim, o Esquadrão criou ótimas oportunidades de marcar e viu novamente o goleiro Andrei fechar o gol, como fez na partida de ida.

A história do 1º tempo se repetiu na etapa final, com o Tricolor pressionando e o Sampaio Corrêa se arriscando apenas em contra-ataques. O time teve três mudanças, com Vinícius no lugar de Flávio, Allione na vaga de Régis e Junior Brumado substituindo à Élber. e mesmo com fôlego novo e um esquema mais ofensivo, a equipe voltou a ser barrada pelo goleiro do Sampaio Corrêa, inclusive no último lance, aos 50 minutos, quando salvou com o corpo um chute de Junior Brumado de dentro na pequena área.

O Bahia atuou com: Anderson; Flávio (Vinícius), Tiago, Lucas Fonseca e Léo; Gregore, Élton, Élber (Júnior Brumado), Zé Rafael e Régis (Allione); Edigar Junio.

Confira aqui a galeria de imagens do fotógrafo Felipe Oliveira.