Notícias

Coletiva

Interino Cláudio Prates comentou empate na Fonte

10 jun 2018 | 18H37

Na coletiva pós-jogo, o técnico interino Cláudio Prates comentou o empate em 3 a 3 contra o Botafogo, na Fonte Nova. “A fase não está boa. Não há como negar. Mas no jogo anterior, não merecíamos perder. O que ressalvo, de positivo neste momento, é que a gente lutou até o final e conseguiu o empate. Não há como negar o mau momento, mas esses jogadores se doam em campo, foram guerreiros…”, disse o treinador.

Questionado sobre as mudanças que fez durante o jogo, Prates disse que “com a entrada do Allione, a gente conseguiu montar um tripé com o ele, o Elber e Vinícius, com Zé Rafael e Kayke na área. Mantivemos a consistência nas pontas e conseguimos pressionar com mais atletas. Mas sofremos os gols e isso foi muito caro pra gente”.

O técnico falou que tem esperança numa virada da equipe no campeonato. “Temos muitas coisas para acreditar e a certeza que os jogadores que podem render muito mais vão chegar a esse nível que todos nós esperamos. É hora de falar pouco e trabalhar muito. Infelizmente para a torcida é horrível, para vocês da imprensa também não podem analisar sem levar em conta o placar. Mas a gente está evoluindo e vamos sair dessa zona que tanto está nos incomodando”, comentou.

Por fim, Prates falou sobre a pressão que o grupo está sofrendo. “Pode ter certeza que o Diego, o presidente, todos estão trabalhando muito para melhorar a equipe. A cobrança da imprensa e da torcida é justa. Não vou colocar a muleta aqui em números, mas há dois jogos a gente tem o triplo de finalizações em relação ao adversário e o gol não sai. Nossos jogadores estão se cobrando muito por isso e tenho a certeza que esse grupo vai dar a volta por cima em breve”, finalizou.

Ouça a entrevista completa: